Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A FACE PETISTA
 
A FACE PETISTA
26/11/2013 as 11:14 h  Autor Dr. Amadeu Garrido  Imprimir Imprimir
O PT, desde seu nascimento, foi um Partido que lançou mão da estratégia de aliar heroísmo revolucionário, pureza ética e imputação de malfeitos a seus adversários (principalmente ao PSDB e a FHC) para galgar o poder, no que logrou êxito.

Agora, com uma boa parte de seus principais militantes envolvida em procedimentos criminalmente reprováveis, mantêm a coerência da suposta capacidade inusitada de remover montanhas, que os demais políticos não teriam, acompanhada da falsificação do real, despretigiando o judiciário para safar-se das imputações do mensalão.
 
Com isso, procura obliterar da consciência popular o fato de que foram  julgadas increpações criteriosas feitas pela Procuradoria Geral da República a seus membros e os que com ele interagiram, por três anos, servinfo-se de dinheiro público para conspurcar a autenticidade do processo legislativo brasileiro.

Constatados tais fatos, a responsabilidade penal era inevitável e os ministros do Supremo não poderiam deixar de atribuí-la a seus verdadeiros autores, sob pena de também incorrerem no ilícito penal da prevaricação.

Melhor seria se o PT aceitasse o resultado do jogo de partidas dobradas que o pôs no vermelho, os condenados dessem o exemplo de como se deve cumprir uma pena criminal, aproveitando-se do ensejo, não obstante o casuísmo político deplorável, para promover a humanização do sistema carcerário brasileiro, que anula completamente a finalidade social da reclusão.

As bravatas das mãos levantadas contra um poder legítimo, expressão do Estado de Direito Democrático, conduzido por um regime político democrático, foram expressão de seus desafiadores, o que causou um profundo mal-estar na maioria da população brasileira.

No balanço das perdas e danos, o PT ficou no negativo, devedor do direito legítimo, a quem precisou dar contas. Sofreu, como sofrem todos os réus, depois de imporem sofrimentos à vítima (no caso, o erário e a sociedade brasileira). Remontou, do alto de sua jactância partidária, às figuras semimíticas do grande livro das dívidas: livro de vida e de morte.

Se viverá ou morrerá no teste das urnas tudo depende da consciência cultural e jurídica do povo brasileiro, ainda muito precária, não por culpa do povo, mas daqueles que empalmaram o poder para nele permanecer, por muito tempo, tendo como pressuposto a educação precária e a alienação cívica.
 
Amadeu Garrido é advogado.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK