Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Frenesi de lusófonos conectados
 
Frenesi de lusófonos conectados
10/06/2013 as 11:04 h  Autor Bruno Peron  Imprimir Imprimir
O crescimento do uso da Internet no Brasil corrobora a tese de seleção natural do biólogo e viajante Charles Darwin. Enquanto o Plano Nacional de Banda Larga aumenta o número de internautas com acesso de 1 Mbps, a Telefónica e outras empresas lançam planos acima de 100 Mbps de velocidade em fibra óptica. A obsolescência tecnológica e a abertura inconsequente ao mercado conduzem à primazia dos mais fortes, que têm interesses e procedências nem sempre claros aos usuários de Internet independentemente de seus idiomas.

Dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT) indicam que 83 milhões de usuários de Internet no mundo comunicam-se em português e que este idioma é o quinto mais usado nesta rede de computadores. O inglês é a língua oficial de 565 milhões de internautas; logo está o chinês (mandarim) com 510 milhões; em seguida, é o espanhol com 165 milhões; e, em quarto lugar, 99 milhões de usuários comunicam-se em japonês. (Jamil Chade, Português é 5º língua mais usada na web, O Estado de São Paulo, 14 de maio de 2013.). Os usuários de Internet que se comunicam em inglês e mandarim representam 50% do total de internautas no mundo.

83 milhões de internautas significam aproximadamente um terço dos 250 milhões de falantes de português. Enquanto tememos a expansão das indústrias culturais faladas em inglês, o novo Acordo Ortográfico - que pode ser entendido aqui como uma estratégia global de promoção de um conjunto de países que compartilham um idioma - e o fortalecimento da Comunidade de Países de Língua Portuguesa pressionam por uma unidade linguística que ameaça os idiomas árabe, alemão e francês, que são menos influentes que o português na Internet.

Estes dados assinalam que o português é o quinto idioma mais usado nos bate-papos, comércio eletrônico, redes sociais, troca de correios eletrônicos, acesso a e buscas em websites. Não só o quinto maior número de todos usuários de Internet comunica-se nesta língua, como o conteúdo da rede virtual também se produz, circula, distribui-se, assimila-se e visualiza-se em português.

O Brasil investe pesadamente no acesso à Internet, como através de seu Plano Nacional de Banda Larga. O governo brasileiro quer conectar o maior número de pessoas aos recursos amplos e infindáveis da Internet. A UIT estima que, entre 2000 e 2011, o acesso à Internet cresceu 481,7% em todo o mundo e 2,099 bilhões de pessoas - de uma população mundial que há pouco alcançou 7 bilhões - têm acesso a ela. (Redação Portal Imprensa, Mais de 82,5 milhões de pessoas usam o português para se comunicar na internet, Portal Imprensa, 16 de maio de 2013.)

O Brasil integra-se de fora para dentro; com o êxito deste processo, empresas que investem em tecnologia são as mais aptas a competir e sobreviver. Assim se traçou o destino da Rede Globo, que, tanto durante o regime militar (1964-1985) e a "década perdida" dos anos 1980, preparou sua infraestrutura para os desafios vindouros. A Rede Globo fundou-se em abril de 1965, quando há poucos meses se havia instaurado a ditadura; hoje está na vanguarda da televisão digital.

Entretanto, argumento que a língua é menos importante que o conteúdo que se comunica pela Internet. Sendo assim, recordo que os domínios da Internet, as linguagens de programação, e as principais redes sociais como o Facebook, surgiram nos Estados Unidos e controlam-se desde escritórios na beira-mar da Califórnia. Justifico assim por que os Estados Unidos têm receio de que os governos de outros países envolvam-se no controle do conteúdo da Internet, embora algumas de suas indústrias se prejudiquem, como pela cópia e uso ilegais de música e filme.

O número massivo de usuários da Internet de alguns países não significa que a maioria de seus cidadãos tenha acesso à Internet. Apesar de a população da Alemanha ser de 82 milhões de pessoas, um percentual aproximado de 80% de falantes de alemão têm acesso à Internet. A Alemanha considera-se, assim, um país bastante conectado à Internet, ao contrário de outros países que caminham nesta direção através de políticas de democratização do acesso.

Malgrado a notícia frenética de que o português é o quinto idioma mais falado na Internet, a língua é apenas outro meio - assim como a Internet o é - através do qual se divulga uma mensagem. Comemorar o êxito dos meios em vez do conteúdo, portanto, não é a maneira mais eficaz de garantir que os lusófonos estejam bem conectados.

Por Bruno Peron
http://www.brunoperon.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK