Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Combate ao trabalho escravo é uma prioridade mundial
 
Combate ao trabalho escravo é uma prioridade mundial
17/05/2013 as 21:08 h  Autor Alfredo Bonduki  Imprimir Imprimir
No Brasil que estamos buscando construir — uma nação desenvolvida, democrática, pluralista, regida pelas leis de mercado em sua economia e pela liberdade e equilibradas relações de prerrogativas e deveres no plano político e social — é inimaginável o desrespeito aos direitos humanos, incluindo o flagelo da escravidão. Por isso, é muito louvável a lei sancionada pelo governador Geraldo Alckmin, em janeiro último, que prevê o fechamento de empresas que utilizem trabalho em condições análogas à escravidão.
 
Com absoluta pertinência, a medida, baseada em proposta do deputado estadual Carlos Bezerra Jr. (PSDB), cassa a inscrição no cadastro de contribuintes do ICMS dos estabelecimentos comerciais envolvidos na prática desse crime, seja diretamente ou no processo de produção, como nos casos de terceirização ilegal, por exemplo. Além disso, os autuados ficarão impedidos por dez anos de exercer o mesmo ramo de atividade econômica ou abrir nova firma no setor.
 
Para que se faça absoluta justiça aos transgressores e aos estabelecimentos que cumprem a legislação e respeitam os princípios do capitalismo democrático e da dignidade do trabalho, é muito importante que a regulamentação da lei seja feita de modo muito competente. Para isso, é preciso buscar subsídios e parâmetros relativos à matéria. Referência bastante adequada é a definição da Organização Internacional do Trabalho (OIT), absolutamente clara e conclusiva.
 
Análise desse importante organismo multilateral observa que  “toda forma de trabalho escravo é degradante, mas o recíproco nem sempre é verdadeiro. O que diferencia um conceito do outro é a liberdade. Quando falamos de trabalho escravo, referimo-nos a um crime que cerceia a liberdade dos trabalhadores. Essa falta de liberdade dá-se por meio de quatro fatores: apreensão de documentos, presença de guardas armados e gatos, de comportamento ameaçador, por dívidas ilegalmente impostas ou pelas características geográficas do local que impeçam a fuga”.

A OIT, é importante salientar, tem atuado há algum tempo em cooperação com o governo brasileiro, com o qual deu início, em 2002, ao Projeto de Cooperação no Combate ao Trabalho Escravo.

A instituição alerta que todas as formas de escravidão no Brasil são clandestinas, mas muito difíceis de combater, considerando as dimensões territoriais do País, dificuldades de acesso, precariedade de comunicação e limitações de inspeção.
 
Por isso, é bastante positiva a adoção de medidas pelos governos estaduais, como faz São Paulo agora, engrossando e descentralizando o combate a esse inaceitável crime. É importante, apenas, sinergia com tudo o que já vem sendo realizado e definições claras na tipificação do delito, para impedir injustiças no cumprimento da lei.
 
Devemos, também, considerar que os mesmos critérios aplicados aos produtos e empresas nacionais sejam estendidos aos importados. Instrumentos para isso não faltam. Se as cadeias produtivas são cada vez mais globais, os procedimentos e regulações também assim devem ser.  Tal procedimento não é novidade e já vem sendo adotado por meio da organização The Business of a Better World (BSR), rede global multilateral, constituída por mais de 300 companhias, dentre as quais marcas como Abercrombie, Gap, Burberry, Levi’s e Ralph Lauren.
 
Defendemos a aplicação de leis como a de combate ao trabalho escravo concomitantemente em todo o território nacional, mas isso tudo deve ser feito com critérios claros para que não se cometam injustiças ou avaliações precipitadas. Também é essencial a sinergia e simultaneidade em relação aos produtos importados, sob pena de estarmos, paradoxalmente, beneficiando países produtores que sabidamente cometem tal desrespeito às condições humanas, em detrimento da produção nacional.
 
Alfredo Bonduki, engenheiro formado pela Escola Politécnica da USP, é empresário e presidente do Sinditêxtil-SP.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK