Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Dicas para administrar o tempo dos filhos na internet
 
Dicas para administrar o tempo dos filhos na internet
21/03/2013 as 18:27 h  Autor Ana Paula Barros de Paiva  Imprimir Imprimir
Antes de sugestões para administrar o tempo dos filhos na internet, redes sociais e jogos, é interessante analisar qual o tempo que os pais utilizam navegando pelo mundo virtual. É preciso refletir: como responsável, você está sendo um exemplo de internauta descontrolado ou um internauta para benefício próprio? Percebendo isso, você, então, terá postura e falas convincentes para apoiar o filho na administração de seu tempo. Veja algumas dicas:

1. Acompanhe as Redes Sociais do seu filho. Ele, certamente, possui uma diversidade de páginas sociais, e-mails, aplicativos de bate-papo espontâneo (alguns, talvez, você ainda não conheça).

2. Procure sempre conversar com ele sobre como encontrar os amigos na internet. Seja amigo do seu filho! Antes de corrigi-lo, entenda como acontece sua busca por amigos e o porquê de a internet ser tão importante para ele.

3. Jogue com seu filho. O que pode ser tão divertido no computador, ao qual ele dedica mais tempo do que brincando de bola ou qualquer coisa do tipo? Experimente jogar com ele, de modo a propor atividades externas tão divertidas quanto os jogos digitais.

4. Imponha um tempo limite diário. Se ele fica horas à frente do computador, passa a noite acordado e vai mal nas aulas, então é hora de colocar um limite! Não existe um tempo adequado, mas os pais ou responsáveis precisam ficar em alerta. Tudo na vida precisa de limites, tudo que é demais prejudica uma vida saudável.

5. Converse sempre. Percebendo qualquer atitude diferente em seu filho, chame-o. É importante conversar sempre, não apenas quando algo errado estiver acontecendo. Seja uma pessoa de confiança, para que ele sempre tenha liberdade e se sinta à vontade para contar sobre a vida dele para você.

6. Não demonstre “raiva” frente a esses recursos tecnológicos. A “raiva” pode ser um incentivador de buscas incansáveis pela internet, daquilo que não agrega pontos positivos para a vida. Para você, essa alta tecnologia pode ser algo muito ruim, mas para seu filho não é. Afinal, para crianças, adolescentes e jovens de hoje, é a coisa mais “prazerosa” que foi criada.

7. No meu tempo não era assim. Mas no tempo deles tem sido! Então, a alternativa é: aprenda a usar e tenha suas páginas nas redes sociais. Assim, você poderá seguir seu filho e entender um pouco desse “mundo” que tanto o atrai.

8. Faça-o refletir. Mostre a ele os aspectos positivos e negativos de viver conectado, ganhos e perdas. Faça-o perceber o tempo, bem como que é ele quem terá que ter responsabilidade e a autonomia no gerenciamento desse tempo. Portanto, ele também assumirá as consequências que possam vir.

Atualmente, falar de Educação está ficando cada vez mais delicado. São necessárias mudanças, não somente no contexto social, mas também nas famílias. Os pais são consumidos pelo trabalho e os filhos, levados ao consumismo, pois muitos pais tentam suprir sua ausência com bens materiais. Por isso, tem sido cada vez mais importante aproveitar o tempo com as “joias” mais raras que uma pessoa pode ter, a família. Estar junto é um viés que se abre a cada ano.

Ana Paula Barros de Paiva é Orientadora Educacional na área de Informática Educacional na empresa Planeta Educação (www.planetaeducacao.com.br); Graduada em Pedagogia com ênfase em projetos educativos, tendo larga experiência no ensino e desenvolvimento da Educação Infantil em escolas públicas e privadas.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK