Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Como seria a agricultura brasileira sem nós?
 
Como seria a agricultura brasileira sem nós?
26/02/2013 as 16:55 h  Autor José Annes Marinho  Imprimir Imprimir
Amigos, mais um ano se foi e não podia deixar de aguçar a discussão de um tema que tem sido falado quase que diariamente, em referência a “nós”, os agrotóxicos. São noticiais em jornais, artigos, na televisão, até mesmo em revistas direcionadas para o bem estar pessoal. Imaginem isso! Bem, particularmente tenho minha opinião formada a respeito dos agrotóxicos ou defensivos, como queiram chamar. Por muitos anos tenho estudado e desenvolvido conceitos a respeito desta tecnologia que para muitos é um “câncer”, para outros uma benesse, que tem salvado muitas vidas. Eles ajudam a transformar milho e soja em carne, cana em etanol e açúcar, além de proteger as culturas das inúmeras pragas que temos em um país tropical como o Brasil.

Como dizem aqueles que são a favor ou contra: o “mau necessário”, será mesmo verdade? Será que não estamos novamente julgando erroneamente ao invés de colaborarmos com a agricultura brasileira? Ou queremos transformar o Brasil em uma Europa, com alimentos extremamente salgados, para não dizer com preços elevados! Recentemente, escrevi um artigo sobre os mitos que foram criados, muitos deles por erros dos produtores, dos técnicos, em um passado em que o conhecimento tinha dificuldades de caminhar. No entanto, muito mudou, mesmo com as exigências ambientais e toxicológicas aumentando a cada ano, a indústria e os produtores tem buscado melhorar seus produtos, trazendo o que há de melhor, visando diminuir impactos, proteger seus clientes, entender suas crenças e culturas, mas sempre pensando que temos muita gente para alimentar no planeta e não dá simplesmente para dizer “Excelentíssima Sra. Presidente, por favor tire estas multinacionais do Brasil, estão matando pessoas, contaminando nossos rios, e assim por diante”. Quem diz isso, não conhece que os agrotóxicos. Eles fazem parte do Agro e ajudam a manter a produção, a empregar gente, a sustentar o PIB do Brasil, juntamente com outros fatores do agronegócio.

Imaginem se hoje fosse como muitos querem: defensivos extintos do Brasil! Particularmente acredito que muito de nossos recordes em produções se perderiam. Os preços dos alimentos seriam os mesmos? O Brasil é autossuficiente na produção de alimentos, ainda bem! No entanto, nosso clima é diferente comparado à Europa e aos Estados Unidos. Certamente teríamos grandes perdas. Pergunto: será que ainda seríamos grandes exportadores? Muitos rotulam os produtores que produzem soja, milho, algodão, cana, carne, laranja, tomate, pimentão de poluidores, desmatadores, e, além disso, citam que usam indiscriminadamente os chamados agrotóxicos. Ora, convenhamos, grande parte dos produtores pensa em reduzir custos, porque então aplicar mais produtos?

Campanhas contra agrotóxicos, movimentos extremistas, cartas aos prefeitos e vereadores que venham a aderir à campanha em seus programas de governo, será que essas pessoas gostariam de viver pagando mais caro pelos alimentos, ou termos uma balança comercial do Brasil negativa? E quem ganha um salário mínimo, pode pagar mais caro? A minha dúvida ainda paira: para que serve isso? Para afetar as grandes multinacionais, para dizer que sou um ativista ou para alavancar problemas e nunca sugerir soluções?

Enfim, os mitos persistem e deixam em pânico nossas donas de casa, mamães, familiares, pessoas que não vivem o dia a dia de uma empresa rural. E nós, como profissionais, precisamos esclarecer e colocar os fatos sempre zelando pela ética, visando o bem. Esse é o conceito, mesmo para aqueles que não acreditam, sempre defenderei a verdade a qualquer custo. E não deixem de pensar “como seria a agricultura sem os agrotóxicos?” Que 2013 seja um ano de mais diálogos em favor de um Agro cada vez mais forte e sustentável.

Por José Annes Marinho é Engenheiro Agrônomo, Gerente de Educação da Associação Nacional de Defesa Vegetal – Andef.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK