Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Já passamos da sobrevivência, hoje lutamos pela sustentabilidade
 
Já passamos da sobrevivência, hoje lutamos pela sustentabilidade
23/02/2013 as 10:13 h  Autor Irmã Yvone Venditti  Imprimir Imprimir
Quando iniciei a Vivenda da Criança, em 1989, vivíamos uma luta diária para cumprir nossas obrigações. Todo contexto à minha volta era adverso e de muita escassez. Fazíamos de tudo para que nossas crianças tivessem o básico, mas faltava dinheiro para pagarmos salários, encargos, contas de telefone, entre outros.

Em vários momentos, achei que iria desistir, mas persisti fortemente. Levava as dificuldades com muita tranquilidade, sempre confiando na providência divina e nos amigos, que nunca nos abandonaram. Vivíamos com grandes dificuldades, mas sempre as contornamos com muita perseverança.

Assim, passaram-se 23 anos. A Vivenda cresceu e nosso trabalho social progrediu. Chegamos à profissionalização, com novos funcionários, ideias e desafios. Mas, a necessidade de prover o projeto ainda é constante e, certamente, muito mais desafiadora. Os quatro funcionários que comigo somavam toda a força de trabalho de que dispúnhamos no passado, se multiplicaram em 45 empregados diretos e prestadores de serviços em regime parcial, como nutricionista, oficineiros e outros.

Precisamos desses colaboradores e de recursos para atender às mil famílias assistidas, aos180 crianças e adolescentes que passam meio período do dia na Vivenda (onde recebem refeições equilibradas e completas, em vez de estarem nas ruas), aos jovens que buscam primeiro emprego e cursos profissionalizantes, aos adultos que se alfabetizam em nossas turmas. Além de uma série de outras atividades que transformaram a Vivenda em um ponto de referência social em Parelheiros (subprefeitura mais carente dentre as 31 da cidade de São Paulo).

Tudo isso me enche de esperança e motivação. Às vezes, diante de tantas mazelas e desequilíbrios sociais, acho que estamos enxugando gelo. Entretanto, cada vez que vejo o sorriso de uma criança, ou participo de uma de nossas formaturas, fico com a convicção de que somos uma esperança para elas, que vivem em ambientes e em situações tão adversas, e que precisam de um trampolim para saltar para uma vida digna e com oportunidades. Assim, renovo minhas forças para irmos em frente e crescer, para fazer mais!

Porém, crescer tem seu preço. As dificuldades não diminuíram – se modificaram. Hoje temos muito mais estrutura e projetos do que quando começamos. Em contrapartida, nossos custos subiram muito. É o preço para se fazer mais e melhor a cada dia, para atendermos muito mais famílias e levarmos mais dignidade e alento a um número maior de necessitados.

Agindo com responsabilidade e tendo como parâmetro as dificuldades de sempre para se obter doações (mesmo aquelas advindas de benefícios fiscais aproveitados pelas empresas, através de vantagens oferecidas pelo governo), estamos sempre em busca de alternativas para gerar renda para a Vivenda, pois precisamos manter nosso trabalho em pé. E, mais do que nunca, precisamos dos empresários, que podem nos ajudar não só com doações, mas dando oportunidades para nossos jovens.

Assim surgiu o projeto Oportunidades. Estamos autorizados pelo Ministério do Trabalho e Emprego para alocar jovens em empresas, dando condições – a partir de capacitação realizada na Vivenda – para que surjam profissionais em diversas áreas. Empresários, em parceria com a instituição, podem contratar em condições privilegiadas com gente disposta a mostrar seu valor, e cumprir, dessa forma, a Lei 10.097/2000 que obriga empresas de médio e grande porte a ter uma cota de jovens aprendizes em seu quadro de colaboradores.

Nossos jovens, antes de ingressarem nas empresas, (passam pelo curso preparatório que desenvolve competências para o mundo do trabalho e para o desenvolvimento de habilidades especificas, o curso é de Assistente Administrativo e possui dois módulos específicos – Auxiliar Administrativo e Informática- com certificado do SENAI e também possui oficinas do Projeto Raízes do Futuro em parceria com o UNICEF - Fundo das Nações Unidas para a Infância)

E, por conta do nosso empenho, as empresas parceiras mostram-se contentes com nossos jovens, pois eles já vão trabalhar com um diferencial: uma boa preparação inicial e acompanhamento semanal pela instituição para que o período de aprendizado seja feito de forma correta e adequada. Atualmente, são 26 oportunidades criadas, ou seja, jovens que estão aprendendo a trabalhar e a começar uma vida de sucesso em empresas como parceiros como a Livraria Selva, Columbia Trading, Classic Corretora de Seguros, SPRIMAG Brasil, Solventex, Deposito Zona Sul e XBA.

Por isso é tão importante que os empresários tenham consciência sobre a importância do projeto e contratem pelo menos um jovem preparado pela Vivenda – como já ocorreu com outros parceiros e que, depois de testarem, invariavelmente abriram as portas para outras contratações. Somos comprometidos com a excelência e não queremos apenas colocar as pessoas no mercado. Queremos que elas se desenvolvam e encontrem um caminho de crescimento profissional e pessoal.

Para nós, esse trabalho é muito importante, mas ainda precisamos de parcerias e doações para continuarmos a desenvolver nossos projetos.  Pois assim, queremos, com nossa atuação e propostas, gerar cidadãos dignos e capazes de se reinventar.  

Seu amor somado ao nosso pode transformar o mundo.

Irmã Yvone Venditti é diretora educacional da Associação Beneficente Vivenda da Criança.

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK