Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > É preciso acreditar, e trabalhar
 
É preciso acreditar, e trabalhar
14/01/2013 as 18:00 h  Autor Glauco Pinheiro da Cruz  Imprimir Imprimir
Governo, empresários e trabalhadores precisam acreditar que é possível, sim, reverter as expectativas um tanto pessimistas em relação ao crescimento do PIB, que ficou abaixo do esperado em 2012. Basta que cada um faça a sua parte e que os médios grandes empresários mergulhem nessa empreitada, seguindo o exemplo dos empreendedores que estão à frente das mais de 6 milhões de micros e pequenas empresas, responsáveis pela maior parte das contratações e manutenção do emprego, como ocorreu em 2012.

Acreditar e trabalhar. Esse é o caminho. Do governo e seus agentes, além do otimismo que a presidente Dilma tenta passar, se espera mais seriedade e controle nos gastos, uma máquina estatal mais enxuta e sem empreguismo, mais empenho na execução das grandes obras de infraestrutura programadas, além de empenho nas reformas mais urgentes, como a tributária, a trabalhista e da Previdência. E tudo isso acompanhado de tolerância zero à corrupção, uma praga que insiste em sobreviver no meio político e econômico.

Do Poder Legislativo se esperam menos polêmicas indigestas para a maioria da Nação e mais compromisso com as reformas e na busca de soluções para os grandes problemas do país, seja na área econômica, política, educacional, da saúde etc., seja na defesa das minorias e dos mais necessitados. É um tanto frustrante vermos nossos parlamentares transformados em meros debatedores de Medidas Provisórias baixadas pelo Executivo. Neste início de ano, antes mesmo da retomada das atividades parlamentares em 4 de fevereiro, já são sete as MPs à espera de análise por comissões mistas da Câmara e Senado. E há ainda outras seis MPs (598 a 602) que sequer foram lidas em Plenário.

Dos grandes, médios, pequenos e micro empresários espera-se arrojo para investir e criar empregos. A presidente Dilma já deu provas de que está empenhada nessa empreitada, ao adotar a desoneração da folha de pagamentos e a redução de impostos, como o IPI, para setores de grande potencial de geração de empregos. Mas, se as grandes e médias empresas são responsáveis pela maioria dos empregos e pelo grosso da massa salarial, não se pode ignorar a força das pequenas empresas e das micros, com até quatro empregados, especialmente em tempos de crise. As MPEs responderam pela maioria das contratações de janeiro até o final de novembro de 2012 - nada menos do que 1,13 milhão, contra 286 mil postos preenchidos por grandes e médias empresas.

Somente em novembro passado, por exemplo, as MPEs fizeram 90.950 contratações, contra 44.855 demissões pelas grandes e médias, ficando as MPEs responsáveis pelo salto positivo do emprego no mês.

Além da melhor preparação dos empreendedores, que veem no próprio negócio mais uma oportunidade do que uma necessidade, o avanço das MPEs, que são hoje 99% do total de empresas do país, também se deve ao apoio de programas como o MEI (Microempreeendedor Individual) e Simples Nacional, que facilitam a formalização e reduzem o cipoal tributário, além do Refis, que facilita a renegociação de tributos devidos.

Se cada um de nós - não importa se professor, cientista ou médico; político, servidor público ou juiz; empregado ou profissional liberal; dono de empresa ou trabalhador do campo – fizer a sua parte, acreditar e trabalhar com seriedade e honestidade, o Brasil com certeza chegará ao final do ano mais rico, mais bonito e mais justo.

Glauco Pinheiro da Cruz é consultor e diretor do Grupo Candinho Assessoria Contábil (www.candinho.com.br <http://www.candinho.com.br/>)

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK