Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Eu me constranjo! E eu me apiedo!
 
Eu me constranjo! E eu me apiedo!
17/12/2012 as 17:14 h  Autor João Antonio Pagliosa  Imprimir Imprimir
Eu me constranjo ao ver tantas maldades contra o ser humano!

Tantas barbaridades, dia após dia, sem nenhuma mudança substancial que norteie qualquer alteração nos cenários. E a angústia da mesmice catastrófica, permanece.

Há poucas semanas atrás, nossa presidente Dilma Rousseff, em Cádiz, Espanha, ensinou aos dirigentes europeus que o crescimento da economia deve ser com a gastança da população.

Pouquinho depois repetiu aula de economia em Paris. Agora em visita a Rússia, segue ofertando conselhos boquirrotos e estapafúrdios.

Eu me constranjo com a professora Dilma. Ela é a maior responsável pelo menor PIB brasileiro dos últimos trinta anos, que acontecerá neste 2012. Concomitantemente, neste ano teremos a maior arrecadação tributária de todos os tempos. Será superior a R$1.500.000.000.000,00 para um PIB um pouquinho inferior a R$4.200.000.000.000,00. Conta na ponta do lápis, a arrecadação do nada manso leão, é em números redondos, 36%.

Vai querer ensinar o quê? Vai querer ensinar para quem???

Eu me constranjo com a queda ladeira abaixo das ações da Petrobrás, e os acionistas completamente desesperados com a volatilização de seu dinheiro. Isto é caso de polícia, um verdadeiro deus-nos-acuda!

Eu me constranjo com a extraordinária ineficácia do governo dilma-lulo-petista! E me constranjo muito mais com a dócil passividade da oposição e de milhões de brasileiros que cruzam os braços, frente a tanta permissividade.

Eu me constranjo com a atuação mulífera e anacrônica do ministro Guido Mantega, e não entendo sua permanência no governo. O homem é uma nulidade e nossa economia naufraga sob seu (des)comando.

Eu me constranjo ao presenciar a mais cruel seca dos últimos quarenta anos, assolar milhares de municípios nordestinos e paralelamente ver as obras da transposição do rio São Francisco, paralisadas e entregue as traças.

Eu me constranjo ao ouvir as mentiras cínicas e debochadas de lula, o homem que nunca sabe nadica de nada.

Eu me constranjo ao presenciar uma PEC 37 que intenta amordaçar nossa justiça e manter livres e impunes uma corja de bandidos.

Eu me constranjo ao ver produtores rurais serem escorraçados de suas propriedades, mesmo com títulos legais e registrados em cartório há mais de quarenta anos.

Eu me constranjo ao receber informações da Sra. Maria Angela Simões Semeghini, lá de Ji-Paraná, que teve suas terras legitimamente adquiridas, invadidas por colonos sem terra. Vi fotos de satélite antes e depois da ação dos invasores e constatei extensas derrubadas de mata virgem para exploração de madeira. Estes malfeitores da sociedade e na natureza continuam livres e impunes para desconforto daqueles que são os reais proprietários. E que vivem sob ameaças de toda ordem.

Meu DEUS, que país é esse!

E eu me constranjo ao presenciar no meu dia-a-dia a deseducação de nosso povo e a absurda inversão de nossos valores morais e cristãos.

E me constranjo com os insanos políticos que transformaram o Brasil num paraíso de “cocaleros”, em detrimento a saúde e a dignidade de nossos cidadãos. Somos de longe, os maiores consumidores mundiais de drogas ilícitas e milhões de brasileiros vivem em função disso, um inferno constante. Nossas fronteiras com os grandes produtores de coca e maconha, são verdadeiras peneiras com pouquíssimo controle da nação.

E me constranjo ao aquilatar o quanto perdemos face a ineficácia/inabilidade/incompetência/desonestidade de nossos políticos de todas as siglas. Cerca de um trilhão de reais a cada quatro anos!!!!!

E me constranjo com a malvadeza entranhada em José Sarney!

E me constranjo ao presenciar repórteres em nossa mídia, veiculando verdadeiros horrores com um incrível semblante de cenário. Ninguém se indigna! Ninguém esmurra a mesa! Agem como zumbis desmotivados.

Eu me constranjo ao ver nossas FFAA empobrecidas, quase desarmadas, envergonhadas, apáticas e submissas. E agora, no cumprimento de ordens da justiça, horrorizando a vida dos ruralistas de Alto Boa Vista, no nordeste do Mato Grosso. Misericórdia!

Eu me constranjo com Marcos Maia peitando as decisões do STF. E com José Dirceu, este pobre ser humano que se perdeu em suas ideologias burras, utópicas, arcaicas e insanas.

Eu me constranjo ao ver pessoas preocupadas com suas carnalidades  e que se consideram “o máximo”.

E me apiedo desta gente que sofre muito e que pensa que é feliz!

E me apiedo da pequenez do homem que se deixa subjugar pelo mundo materialista que o cerca. E que à muitos, inexoravelmente, afoga.

Orando para que o amor de Cristo se revele em seu coração, deixo-lhe meu carinho.

João Antonio Pagliosa
Eng. Agr. E servo útil de DEUS a partir de março de 2007
joaoantoniopagliosa@gmail.com

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK