Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Voto obrigatório e... desqualificado
 
Voto obrigatório e... desqualificado
03/08/2012 as 15:04 h  Autor tenente dirceu  Imprimir Imprimir
A campanha eleitoral sai às ruas em todo o país. Os quase 470 mil candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador começam a abordagem dos 140 milhões de eleitores aptos a votar nos 5564 municípios brasileiros. É um verdadeiro desfile de promessas, propostas e disparates que caracterizam as eleições nacionais, todas muito parecidas. Via de regra, os caça-votos repetem os problemas que já prometerem resolver nos pleitos anteriores e renovam a promessa de, agora sim, lutar pela sua solução. O ramerrão é conhecido e justifica a imagem de pouca importância e o desprezo que boa parcela do povo tem em relação aos políticos e, especialmente, aos candidatos. Não é raro os postulantes terem de amargar piadas e comentários de mau gosto no momento em que pedem votos.

Esse clima negativo em nada contribui para a evolução da sociedade, mas é uma constante. Boa parcela dos eleitores reclama da obrigatoriedade do voto. Mas, para evitar problemas com a Justiça Eleitoral, comparece às urnas e vota em branco ou em qualquer um. Perde-se assim a oportunidade do povo influir conscientemente nos destinos da comunidade e beneficiam-se os candidatos que podem montar esquemas, independente de suas propostas e do comprometimento com os interesses da sociedade.

O voto facultativo, já praticado em 205 países – a maioria dos europeus, o Japão e os EUA -, poderia ser uma solução para o estabelecimento de uma linha de interesse e até de cumplicidade entre os candidatos e o eleitorado. Com sua adoção, só restariam na massa de votantes os eleitores efetivamente interessados nos resultados das eleições. Em vez de promessas sempre iguais, formuladas por marqueteiros, os candidatos teriam de discutir com o eleitor os seus reais interesses e convencê-lo a comparecer para votar. Deixariam de existir os votos dos ignorantes e descompromissados que, não tendo a obrigação de comparecer às urnas, usariam o dia da eleição para outras atividades, mas não atrapalhariam o bom resultado do pleito.

Existem apenas 24 países onde o voto é obrigatório. O Brasil é um deles. A instituição do voto facultativo vem sendo proposta há muito tempo mas, ainda em março do ano passado, a Comissão da Reforma Política, do Senado Federal, rejeitou uma proposta pela sua instituição. Para os senadores e políticos hoje detentores de mandatos, a liberação dos eleitores da obrigatoriedade de votar pode representar um risco. Mas para a sociedade, seria um avanço, pois abriríamos mão da quantidade em favor da qualidade dos votos. Deixaríamos de ter aquele grande contingente de eleitores que não sabe em quem votou nas últimas eleições.

A democracia tem sua força pela representatividade que consegue do povo. Mas, mantendo o eleitorado como uma verdadeira boiada obrigada a conviver com os currais eleitorais e os abatedouros de idéias e propostas em que se transformaram as urnas, dificilmente conseguiremos ser uma democracia eficiente e respeitada. No bojo do processo eleitoral brasileiro ainda existem resquícios da velha política café-com-leite, mesclado com vícios dos períodos autoritários. Isso precisa acabar...

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK