Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Funcionalismo, produzir é dever...
 
Funcionalismo, produzir é dever...
24/02/2012 as 20:27 h  Autor tenente dirceu  Imprimir Imprimir
Lemos no jornal que, ardilosamente, governadores e prefeitos insistem em fixar os reajustes salariais do funcionalismo público através de critérios subjetivos de produtividade, periculosidade e outros diferenciais. A informação cai como mais um golpe contra os aposentados, inativos e pensionistas que, pela própria condição de já terem cumprido suas jornadas, não têm como concorrer às benesses com que os governantes “bonzinhos” acenam aos ativos.

Com o discurso supostamente modernizante, esses governantes e seus tecnocratas buscam exclusivamente uma brecha para descumprir o dever constitucional  de remunerar os aposentados, inativos e pensionistas com o mesmo salário ofertado aos servidores ativos da mesma carreira. É a velha forma de descarte que alguns governos, irresponsavelmente, já têm aplicado através de abonos e gratificações oferecidos aos servidores ativos. A discriminação é tão flagrante que, quando recorrem, atravancando a Justiça, os inativos têm ganho de causa. Mas aí entram na injusta, interminável e irresponsável fila dos precatórios, onde os governantes empurram seus compromissos para os sucessores.

Os abonos e outros artifícios, além de prejudicarem os inativos, ainda provocam perigosa cisão na própria classe. Através deles, um servidor que atua numa pequena cidade do interior ganha menos que um do mesmo posto lotado  na região metropolitana. Aparentemente o seu posto é mais calmo, mas há de se considerar que ele não dispõe da mesma estrutura de apoio que seus colegas da capital. Quando surgir um problema, terá de resolvê-lo sozinho. Embora represente algum ganho no momento, esses abonos não se incorporam e o servidor ativo ora beneficiado será o prejudicado de amanhã. O sistema é tão injusto e até inaplicável, que o próprio governo está encontrando meios de eliminá-lo.

Governantes, seus seguidores e a própria sociedade têm de entender definitivamente que o servidor público é um profissional diferenciado. Tanto que presta um concurso onde lhe são exigidas as habilidades para a função em disputa e, uma vez empossado, assume uma série de obrigações que deve cumprir, independentemente de quem seja o governante, a situação do país ou qualquer outra sazonalidade. E como tal, ele tem de ser mantido e respeitado. O governante tem o dever legal de, pelo menos, recompor o desgaste inflacionário em seus salários, sem artifícios nem mistificações. Produtividade não é virtude, é o seu dever e, quando ele não produzir, terá de ser demitido, conforme estabelecem a lei e os regulamentos do próprio funcionalismo, que os políticos investidos no governo, infelizmente, evitam cumprir para evitar desgaste eleitoral.

Os governos têm uma grande dívida salarial com o funcionalismo em decorrência da aplicação incorreta de índices nos tempos de inflação elevada. Isso, um dia tem de ser corrigido. Mas abandonar a sistemática simples dos reajustes atuais por outros critérios, é tão inútil quanto reinventar a roda...

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves. Dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK