Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > O aumento da criminalidade é social
 
O aumento da criminalidade é social
28/11/2011 as 20:33 h  Autor sociedade,criminalidade  Imprimir Imprimir
Os governos têm o dever de dotar suas polícias de pessoal treinado e tecnologias capazes de enfrentar o crime em todas as suas nuances. Mas, antes de reprimir, é necessário aplicar medidas de prevenção. União, estados e municípios precisam, com toda urgência, resgatar a sua imensa divida social para com o povo, através de ações sociais e serviços públicos de qualidade – moradia, saúde, educação, emprego, transporte, lazer, etc. O cidadão com um mínimo de amparo e encaminhamento “tem o que perder” e, dessa forma, fica mais difícil ser cooptado pelos esquemas criminosos que costumam fazer o papel do Estado omisso, mas cobram caro por isso, muitas vezes até a própria vida do beneficiário.

Sem que o negligente Estado assuma o seu efetivo papel de protetor e fomentador da vida social e produtiva, jamais se resolverá o problema da segurança pública. Quando a repressão policial ocorre numa área, os criminosos migram naturalmente para outras menos policiadas e assim sua ação maléfica vai se alastrando e roubando da sociedade os cidadãos que poderiam ser úteis e produtivos pelas próximas décadas. Estabelece-se, dessa forma, a nefasta briga de gato-e-rato, que deixa para trás um imenso rastro de destruição do tecido social.

É preciso compreender que o Brasil de hoje – e das últimas três décadas, no mínimo – não é mais aquele país agrícola e atrasado. O jovem contemporâneo é bombardeado por uma série de necessidades que seus pais e avos não tiveram quando jovens. Os produtos eletrônicos, tênis e roupas de grife agora são uma necessidade. Quem não os tem está fora da “turma”. Outra agravante é a droga que, inacreditavelmente, alguns buscam legalizar. Sem condições de custear esses itens de consumo e seus vícios, muitos jovens começam com pequenos furtos e acabam enveredando para o tresloucado mundo do crime e do tráfico. A polícia os prende, mas a solução não está simplesmente nisso.

O Estado, como instituição, tem o dever de oferecer estabilidade e horizontes aos cidadãos. Os milhões arrecadados em impostos têm de servir para essa tarefa. Daí a necessidade de eliminar todos os focos de corrupção e descaminhos. A polícia só deve ser chamada para combater o crime. Mas o mais importante é evitar que, por falta de amparo e oportunidades, o indivíduo se lance esse caminho...

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves.
Dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo)/aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK