Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A culpa que condena
 
A culpa que condena
08/11/2011 as 19:47 h  Autor petrônio souza  Imprimir Imprimir
A imprensa nacional sabe muito bem disso e vai, no dia a dia, pautando as ações e demissões do governo Dilma, pautando suas futuras edições. Ontem foi o ministério liderado pelo PC do B. Hoje, do PDT e, amanhã, uma legenda amiga que trocou o calor dos protestos das ruas pelos corredores gelados dos gabinetes federais.

No poder, os partidos de esquerda de outrora, que se postavam de vestais, vão se revelando iguais, previsíveis, bem chegado a uma sombra e sobra institucional. O poder não é corruptor, apenas revela o corrupto que existe em cada um. Acredito que eles nunca lutaram para mudar o Brasil, para construir um país melhor. Lutaram mesmo era para ter os privilégios que nunca tiveram. Agora estão aí, expostos e nus aos olhos da nação. Uma pena....

As ONGs só proliferam país afora e se justificam pela constatação pública da ineficiência administrativa de nossos governantes, pela falta de um projeto de Nação. Tentam transferir responsabilidades, ganhando duas vezes com as ONGs partidárias; cooptado os insurgentes e acertando a verbinha amiga dos companheiros. Isso só vem evidenciar a fragilidade de nossas políticas sociais, tão pontuais que precisam de projetos ‘ousados, caros, arrojados’, para completar aquilo que nossos governos não são capazes de sanar. De quebra, ainda tem uma resposta pronta para a sociedade.

Quando a presidente demite um ministro tendo por base apenas as reportagens veiculadas pela imprensa, sem ter contudo uma prova oficial e contundente, ela vem apenas declarar que no governo é isso mesmo, que os ministérios então aparelhados, e que a velha prática das verbas acertadas estão encasteladas e garantidas como sempre estiveram. É a declaração pública da culpa que condena, a velha notícia da próxima semana.

Tudo isso só acontece por falta da presença do Estado e de políticas institucionais no Brasil esquecido e empobrecido. Ele se torna refém de tudo, moeda de troca diante da completa falta de assistência. É preciso colocar na pauta do dia esse país que vive escondido, pois uma política centrada nele sairia muito mais barata e bem menos desgastante para qualquer governo.

Enquanto isso, uns e outros vão contanto com a complacência de um complexo sistema de propina, tornando este Brasil empobrecido mais pobre ainda e com uma triste certeza de que o crime compensa. Esse é o Brasil real, que faz da suntuosa Esplanada dos Ministérios, uma passarela aberta e declarada da corrupção, bem no meio do coração do Brasil.

Petrônio Souza Gonçalves é jornalista e escritor - www.petroniogoncalves.blogspot.com

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK