Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Prêmio a lutadores pela causa coletiva
 
Prêmio a lutadores pela causa coletiva
25/08/2011 as 20:42 h  Autor joão baptista  Imprimir Imprimir
Merece parabéns o Governador do Espírito Santo por incorporar o Prêmio Dom Luís ao calendário cívico do Estado. Promovendo o episódio festivo no primeiro ano do seu mandato, o Governador demonstra o propósito de assegurar ao Prêmio o sentido de permanência. Com essa decisão, a Administração de Renato Casagrande cria um fato político: nenhum Governo futuro suprimirá a efeméride, inclusive porque centenas de pessoas comparecem todo ano ao Palácio Anchieta para prestigiar a solenidade, como ocorreu neste ano. O Prêmio D. Luís Fernandes tem a marca do apoio popular. Casagrande, não apenas mantendo o prêmio, mas celebrando-o com solenidade e grandeza, demonstra sua sintonia com os novos tempos de Brasil cidadão.

O insight para criar este prêmio brotou na inteligência e no coracão do Padre Alberto Fontana, que logo teve o apoio de outras pessoas para essa ideia magistral. Recebendo a sugestão, o ex-Governador Paulo Hartung aprovou-a com entusiasmo.

Dom Luís Gonzaga Fernandes foi Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Vitória. Exerceu seu pastoreio ao lado de Dom João Baptista da Mota e Albuquerque, Arcebispo Metropolitano. Embora Dom João tivesse o título de Arcebispo e Dom Luís fosse Bispo auxiliar, essas denominações não traduzem dependência ou hierarquia. Bispo é Bispo e até o Papa define-se como Bispo de Roma.

Dom João Baptista é nome de Praça e é nome de Escola, homenagens ainda insuficientes se considerarmos tudo que fez pelo Estado. Mas o tributo prestado a ele está em bom tamanho – uma praça e uma escola –, já que Dom João não exerceu uma dessas profissões que colocam a pessoa perto das estrelas, quando elas colocam o prestígio do estrelato a serviço da manutenção do stablishment. Dom João foi bispo, e mais sério ainda, bispo comprometido com a transformação do mundo, a denúncia da injustiça, adepto da Teologia da Libertação. Dom Luís Fernandes, seguidor da mesma linha profética, nem mesmo nome de rua ou de escola teve. Só a criação do Prêmio Dom Luís resgatou sua memória, o que valoriza ainda mais a iniciativa da criação.

Neste ano o Prêmio Dom Luis Gonzaga Fernandes foi conferido a uma personalidade e a quatro instituições, a saber: 1- Elizete Sherring Siqueira, ambientalista (in memoriam); 2 - Instituto João XXIII (criação de corais infantis em bairros pobres); 3 - Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (ambientalismo); 4 - Inspetoria São João Bosco - Centro Salesiano do Adolescente Trabalhador (educação gratuita de crianças e adolescentes pobres, dentro da tradição salesiana de Dom Bosco); 5 - Programa de Valorização da Juventude Rural, da Secretaria de Agricultura do Espírito Santo (programas educativos e sociais destinados a jovens do mundo rural).
 
João Baptista Herkenhoff é professor da Faculdade Estácio de Sá de Vitória e escritor.  Autor do livro Dilemas de um juiz – a aventura obrigatória (Editora GZ, Rio de Janeiro). E-mail: jbherkenhoff@uol.com.br Homepage: www.jbherkenhoff.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

O escritor foi e ainda é, para as crianças que estão começando a descortinar o infinito horizonte da palavra, algo inatingível, meio mágico, talvez mítico.Isso, dito por elas mesmas. A criança é naturalmente curiosa, sedenta de conhecimento e experiência, e ficar cara a cara com...
Na civilização humana, em todos os tempos as gesticulações passaram a simbolizar determinados comportamentos e construir significados diversos para cada sociedade e para cada povo. Gestos humanos servem tanto para simbolizar comportamentos positivos, bem como...
https://www.novoeste.com/uploads/image/artigos_gaudencio-torquato_jornalista-professor-usp-consultor-politico.jpgHoje, tomo a liberdade de fazer uma reflexão sobre a vida. Valho-me, inicialmente, de Sêneca com seu puxão de orelhas: “somos gerados para uma curta existência.  A vida é breve e a arte é longa. Está errado. Não dispomos de pouco tempo, mas desperdiçamos muito. A vida é longa...
A presidenta do Instituto Justiça Fiscal aponta o falso dilema para a escolha eleitoral de 2022 e indica as fontes de custeio para vencer o quadro desolador de fragilidade da maioria do povo brasileiro. A próxima eleição, se ocorrer, certamente exigirá muito de nós. Mas não será uma escolha difícil. Para começar, terceira via não existe! Ou melhor: existe, em Bolsonaro. Este, que pode parecer insano, sádico, intratável, joga o jogo e...
A Constituição Cidadã erigiu a dignidade da pessoa humana como seu fundamento, ao lado da soberania, cidadania, valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluralismo político. Trata-se, portanto, de um dos pilares que legitimam o Estado Social e Democrático que fundou....
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK