Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > O jornal de papel, não vai acabar
 
O jornal de papel, não vai acabar
24/08/2011 as 20:50 h  Autor tenente dirceu  Imprimir Imprimir
Assim como o velho rádio – que deixou de abrigar os outrora famosos programas de auditório, as novelas e rádio-teatro – e o cinema, que havia em todos os bairros e hoje é mais seletivo, o jornal está se adaptando ao novo status da sociedade e parte deles, por diferentes razões, poderá até trocar o papel pelo meio eletrônico. Isso já ocorreu com o tradiconal “Jornal do Brasil”, do Rio de Janeiro. A internet, em vez do voraz destruidor, aos poucos, se transforma em ferramenta eficiente aos veículos tradicionais. O rádio extrapola os limites das ondas de seus transmissores e ganha o mundo através do sistema de “rádio-web”. O cinema deixa o restrito mercado das salas de exibição e ganha, na rede mundial, um potente meio de distribuição. E o jornal caminha na mesma direção do rádio e do cinema, através das edições “on-line”. Muitos deles já se utilizam das modernas ferramentas que permitem colocar na rede a réplica verdadeira do “jornal de papel”.

Como todo meio novo, a internet ainda carece de ajustes. Há que se resolver, por exemplo, o controle dos direitos autorais, a segurança das senhas e a legislação para o seu controle, que tem de ser muito bem elaborada e jamais conter o condão de censura. Essas dificuldades pendentes ainda demandarão muito trabalho dos especialistas, das autoridades e dos usuários, mas não invalidam o grande avanço que o meio proporciona.

No estágio atual, as redes sociais, sites e páginas sem qualquer tradição são céleres ao veicular notícias e outras informações. Mas isso não invalida o consagrado trabalho das empresas jornalísticas e dos jornalistas que também podem utilizar a rapidez do meio para dar a primeira informação de um fato, mas continuam na sua apuração e avaliação do ocorrido para oferecer a informação completa na próxima edição. Aliás, o jornal de papel, há muito tempo, já sofre essa concorrência de celeridade por parte do rádio e da televisão, mas sempre tem sido o fiel da balança, ao oferecer a notícia consolidada. Via de regra, quando sua edição circula, já houve a devida maturação das noticiais e, muitas vezes, a primeira versão é corrigida pela versão  verdadeira. Ainda mais: apesar de já existir a chancela eletrônica, a página de jornal, ou seu recorte, ainda é a grande testemunha das notícias e dos atos oficiais, até para fins jurídicos.

Por mais meios de comunicação que surjam, a comunidade sempre estará afeita à informação vinda das publicações reconhecidas, sejam elas dos gigantes nacionais – Estado, Folha, Globo, etc – ou dos regionais que gozam da mesma credibilidade na área onde circulam. Cada dia mais, será irrelevante o formato de chegada ao leitor, se pela internet, rádio, tv, revista ou jornal de papel. O principal valor está na credibilidade da empresa e dos profissionais que produzem a informação...

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
– dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK