Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Notícias/Eleições 2020 > Presidenta Dilma
 
Presidenta Dilma
04/11/2010 as 17:08 h  Autor administrador  Imprimir Imprimir
"É impossível levar o pobre à prosperidade através de legislações que punem os ricos pela prosperidade. Para cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra deve trabalhar sem receber. (...) Quando metade da população entende a idéia de que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação. É impossível multiplicar riqueza dividindo-a”. (Anônimo)

- Discurso reconciliador

Dilma foi eleita, pela maioria do povo brasileiro, presidenta do Brasil. Divergências devem ser colocadas, a partir de agora, de lado, isso não significa abandonar as críticas construtivas, de apontar equívocos ou desvios de conduta, mas devemos, sobretudo, torcer, rezar mesmo, para que as primeiras palavras de Dilma não fiquem apenas no discurso ou desvaneçam nos meandros do poder pressionadas pelas alas mais radicais de seus correligionários.

- Liberdade de Imprensa


O respeito às manifestações religiosas e a liberdade de imprensa foram alguns dos compromissos assumidos, por Dilma, na sua primeira locução depois de eleita. Arnaldo Jabor e tantos outros jornalistas que foram impedidos, recentemente, de se manifestar, certamente, gostariam de verificar na prática se estas palavras vão na realidade se transformar em ações palpáveis. Graças à imprensa diversos casos de corrupção na máquina pública vieram a público, infelizmente as apurações realizadas pelos órgãos competentes não apresentaram os resultados que a sociedade exigia. Os marginais num primeiro momento expostos à mídia e à execração pública, algumas vezes até encarcerados foram, sistematicamente, liberados poucos dias depois.

- É impossível multiplicar riqueza dividindo-a!

Dilma diz que seu governo tem um compromisso com os pobres. Palavras bonitas, impactantes, mas a presidenta deve considerar que para cumprir estes compromissos tem que contar com os recursos gerados pelos altos impostos pagos pelos empresários e pelas classes mais privilegiadas. Mais importantes que bolsas assistencialistas são a implantação de políticas adequadas para a geração de emprego ou frentes de trabalho emergenciais. O assistencialismo avilta o ser humano, torna o indivíduo subserviente, escraviza-o, estimula a preguiça e o desânimo, afasta-o do Criador, o trabalho, em contrapartida, dignifica e estimula a criação dos valores mais nobres. Temos um país rico em recursos naturais, mas pobre em políticas que promovam o desenvolvimento.

- Empreguismo

A proliferação de partidos nanicos e as famigeradas coligações partidárias levam a um clientelismo que gera grandes prejuízos para a nação. A criação de centenas de milhares de Cargos de Confiança foi à tônica no governo Lula, beneficiando políticos em detrimento de funcionários de carreira, muito mais preparados e naturalmente indicados para a função. Terá nossa presidenta força suficiente para impedir que esse mal se propague?

- Dívida Externa e Interna

A presidenta por diversas vezes afirmou, no calor da campanha, tentando ganhar dividendos políticos, que nossa dívida externa estava zerada. Zerada estava em 2007, presidenta, desde aí começou a aumentar e não parou mais sem falar na nossa dívida interna que, sabiamente, a senhora fez questão de omitir na propaganda eleitoral e que atinge agora níveis jamais vistos na história deste país.

A dívida externa corresponde à soma dos débitos de um país, resultantes de empréstimos e financiamentos contraídos com credores de outros países por empresas estatais ou privadas.

A dívida interna é a soma de tudo aquilo que todos os órgãos do Estado brasileiro devem, incluindo o governo federal, estados, municípios e empresas estatais.

Situação das dívidas no governo Lulla (em dólares):

- 2002:

Dívida Externa 212 Bilhões
Dívida Interna 640 Bilhões
Total de dívidas: 851 Bilhões

- 2007:

Dívida Externa 0 Bilhões
Dívida Interna 1.400 Trilhão
Total de dívidas 1.400 Trilhão.

- 2010:

Dívida Externa 274 Bilhões
Dívida Interna 1.650 Trilhão
Total de dívidas 1.890 Trilhão

O Governo faz empréstimos bancários a juros de 7 a 10% ao ano e empresta a aos empresários a 5% ao ano, para manter artificialmente a economia aquecida. É uma rota suicida que vai, num futuro próximo, gerar um caos sem precedentes.

- Saúde

A Saúde é uma ferida que expõe as mazelas de um governo que pretenda ter um compromisso com os pobres. Há urgência na criação de complexos hospitalares regionais equipados com equipamentos de ponta que possam atender adequadamente a população e que estimulem os profissionais de saúde a exercer seu ofício. A saúde deveria ser estatizada, pois esta é a obrigação fundamental do poder público.

- Educação

Sistematicamente a educação, no Brasil, vem sendo colocada de lado quando a história das nações mostra que uma pátria só atinge sua plenitude através da valorização do ensino. Professores mal pagos, instalações escolares em ruínas, materiais didáticos deficientes e mal elaborados, currículos desatualizados são alguns dos reptos que precisam ser atacados de imediato. Sobram vagas nos empregos de maior especialização. Nossos trabalhadores, mal preparados, precisam ser melhor treinados em escolas técnicas e cursos práticos que permitam que exerçam funções mais qualificadas.

- Segurança

A Segurança exige uma unificação dos bancos de dados e setores de inteligência para que, agindo em conjunto, possam fazer frente ao articulado crime organizado. As Forças Armadas (FFAA) devem ser mais bem remuneradas e equipadas adequadamente para que possam agir no combate aos crimes transnacionais, pedra de quina dos crimes ligados ao narcotráfico que estende seus funestos tentáculos estimulando as mais diversas contravenções. É preciso cortar a logística que abastece de armas e munições os barões do tráfico e isso só acontecerá se nossas fronteiras se tornarem mais seguras graças à ação das FFAA e da Polícia Federal.

Um grande desafio tem nossa presidenta pela frente, esperamos que ela tenha coragem e determinação para vencê-lo em nome de nossa grande rica e pobre nação.

Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva
Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)
Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS)
Acadêmico da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB)
Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS)
Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional
Site: http://www.amazoniaenossaselva.com.br
E–mail: hiramrs@terra.com.br

Comente via Facebook
Mais Artigos
No h comentrios.
img
img
RSS  Artigos Artigos

Embora pensada para se opor à polarização entre direita e esquerda nas eleições presidenciais, a candidatura de terceira via, se ocorrer, favorecerá Lula e atrapalhará Bolsonaro. Por natureza, o eleitorado de esquerda comparece incondicionalmente às urnas e vota no candidato da tendência, mesmo...
Em evento de filiação ao Podemos e com discurso político, Sérgio Moro traz à tona sentimentos e projeções variadas acerca de seus objetivos políticos. Símbolo maior da Operação Lava Jato quando juiz, superministro do Governo Bolsonaro, trabalhador da iniciativa privada nos EUA, enfim, uma trajetória já assaz atribulada nos últimos anos e, agora, uma pré-candidatura, ao que tudo indica para a Presidência, em 2022, mas não...
O partido que desfralda a bandeira da socialdemocracia e adota um tucano como símbolo, o PSDB, está em frangalhos. Quando foi criado em 1988 era a esperança de o país pela trilha de uma nova política, amparada no conceito do Estado comprometido com o bem estar social e aberto aos...
O cipoal de leis que restringe a liberdade individual deve ser censurado. Característica principal dos sistemas socialistas anacrônicos e até mesmos dos híbridos, a hegemonia de leis que restringe a liberdade individual vem contaminando o progresso geral. A liberdade é instrumento de construção e de evolução meteórica mais consistente dentro dos sistemas viáveis de construção da sociedade humana. Os dois caminhos experimentados pelas...
A Caridade é o centro gravitacional da consciência ideológica, portanto, educacional, política, social, filosófica, científica, religiosa, artística, esportiva, doméstica e pública do Cidadão Espiritual. Desse modo, se o ser humano não tiver compreensão dela, deve esforçar-se para entendê-la, a fim de...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img



img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ambientado em uma comunidade japonesa de São Paulo, lançamento ficcional da escritora Juliana Marinho promove o poder da música como intervenção para cura de doenças. A musicoterapia, união da arte e saúde em busca da reabilitação ou promoção do bem-estar, é a responsável...
Por meio da personagem Malu, as escritoras e letrólogas paulistas Nanda Mateus e Raphaela Comisso dialogam com as crianças sobre diversidade familiar e desmistificam a homoparentalidade. Nanda Mateus trabalha com educação e inovação em tecnologias para...
Existem músicas para os momentos felizes, tristes e até aquelas que marcam datas especiais, mas para Melody King é diferente: as canções são uma consequência — infelizmente incontrolável — de uma rara doença. As dificuldades em lidar com as embaraçosas situações,...
img
img
RSS  Top Vdeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img
img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK