Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Dicas de Leitura > Dicas de Leitura > Escritoras exaltam o poder feminino na literatura
 
Escritoras exaltam o poder feminino na literatura
12/09/2016 as 11:40 h  Autor Editoria  Imprimir Imprimir
As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço, como, por exemplo, na política, na economia, nos esportes e, principalmente, na literatura. As talentosas Cora Coralina, Clarisse Lispector, Adélia Prado, Rachel de Queiroz, entre tantas outras, ficariam orgulhosas com a nova safra de escritoras que estão surgindo no mercado editorial.
 
Rita de Queiroz é uma delas. Com o intuito de assegurar um lugar ao sol no cenário literário, ela organizou a “Confraria Poética Feminina”. Publicado pela editora Penalux, o livro é uma coletânea de poemas escritos exclusivamente por mulheres baianas. “O objetivo é, sobretudo, promover o encontro entre as poetas e transpor a voz feminina e nordestina, principalmente baiana, através da poesia desta reunião”, diz Rita.
 
- As mulheres durante muito tempo foram censuradas, ignoradas e esquecidas. A obra visa dar oportunidade para que esta voz se espalhe, dissemine, seja, afinal, ouvida - reforça.
 
Outra nova autora que pretende reforçar o time feminino na literatura é a escritora Marianne Galvão, de 25 anos. Natural de Acari (RN), ela está lançando o livro de poesias inéditas “Tempo do Tempo: as estações do coração”. A proposta é falar de diversos assuntos indo do amor romântico entre duas pessoas e o amor próprio até pensamentos soltos sobre o cotidiano.
 
Marianne diz que todo o seu trabalho é inspirado nos sorrisos e nos momentos felizes da vida. Ela deseja, por meio da sua obra, ajudar a melhorar o dia de alguém com a poesia. “Eu sei que boas palavras melhoram nossa mente e até nosso semblante, mesmo que indiretamente”.
 
Já a escritora Letícia Palmeira segue um viés mais explosivo e irônico sobre a vida no livro “A obscena necessidade do verbo”. Diante de um título sugestivo, a autora promove a apologia máxima à comunicação, à expressão e à literatura como algo fundamental ao ser humano.
 
Por meio de um fluxo constante de conversas com sua consciência, a qual ela chama de Lucélia, Letícia usa a obra para transmitir que todos nós precisamos nos expressar a fim de expurgarmos o que é tóxico para, assim, podermos nos apropriar do que nos faz bem.
 
Ela ainda mostra a importância da presença do “outro” em nossas vidas. Como o próprio livro explica, “pois, somente através do outro eu provo o quanto existo”.
 
Não importa o gênero literário, uma antologia, um livro de poemas ou uma novela, as mulheres merecem destaque na literatura. Que possamos ouvir mais as vozes e os anseios femininos para, dessa forma, podermos pensar numa sociedade mais justa e igualitária.
 
Fichas técnicas:
 












Título: Confraria Poética Feminina
Autores: Rita Queiroz (Org.) Andréa Mascarenhas; Érica Azevedo; Marilene Oliveira de Andrade; Ilza Carla Reis; Jacquinha Nogueira ;Clarissa Macedo ;Josimere dos Santos Brazil; Eva Dantas; Adna Couto; Marcela Soares; Juliana Nogueira; Ana Carolina Cruz de Souza.
Publicação: 2016
Tamanho: 14x21 cm
Páginas: 263 p
Preço: R$40,00
Link para comprar: http://www.editorapenalux.com.br/loja/product_info.php?products_id=432
 












Título: Tempo do Tempo: as estações do coração
Autor: Marianne Galvão
Gênero: Poesia
Publicação: 2016
Tamanho: 14x21 cm
Páginas: 110
Preço: R$ 32,00
http://www.editorapenalux.com.br/loja/product_info.php?products_id=450













Título: A Obscena Necessidade do Verbo
Autor: Letícia Palmeira
Gênero: Novela
Publicação: 2016
Tamanho: 14x21cm
Páginas: 66 p
Preço: R$32,00
Link para comprar:
http://www.editorapenalux.com.br/loja/product_info.php?products_id=426

Por Joyce Nogueira
da Drumond Assessoria de Comunicação
Comente via Facebook

Mais Dicas de Leitura
img



img
RSS  Artigos Artigos

No final dos anos de 1800, os irmãos Dalton eram perigosos foragidos nos Estados Unidos. Eles eram policiais, mas gradualmente foram enveredando para o crime e tornaram-se conhecidos nacionalmente, por assaltos a trens e a bancos. Na ocasião em que resolveram assaltar...
Ultimamente a cidade de Londres tem sido palco de muitos ataques terroristas. O mais recente deles foi o que sofreram os frequentadores de uma mesquita, como se os britânicos houvessem dado “o troco” pelos atentados outrora perpetrados contra cidadãos comuns, praticados e elaborados por extremistas muçulmanos. É interessante observar – e isso posso falar com propriedade, pois vou a Londres com frequência – que há grande...
O assalto ao fórum de Diadema (SP), de onde bandidos levaram, na noite do último sábado, 391 armas (revólveres, pistolas, submetralhadoras e até um fuzil), repete crimes já ocorridos em todo o país. O Poder Judiciário armazena na sua sede as armas apreendidas nos...
Achei, nos meus alfarrábios, texto que publiquei, em 3 de maio de 1987, na Folha de S. Paulo, dedicado à Melhor Idade: Na Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo procuramos sempre aliar a energia dadivosa dos mais novos ao patrimônio da experiência dos mais idosos. E isto se...
Em sua história secular, o movimento sindical jamais teve uma verdadeira estratégia, exceto a da fixação intuitiva de funções na produção em que o poder dos operários era evidente e decisivo. O sindicalismo é ação de resistência – a resistência dos trabalhadores à exploração...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
Com os filhos pequenos à sua volta, Graça Ramos fazia a brincadeira das palavras para estimulá-los a construir um vocabulário rico. “Saía muito disparate”, ela se diverte ao lembrar. Ainda grávida, lia em voz alta para que os bebês em...
Obra da Ática, lançada em 2011, traz as ilustrações originais de Jim Kay e tradução do escritor Antônio Xerxenesky. É o pesadelo de novo, como em quase todas as noites depois que a mãe de Conor ficou doente. A escuridão, o vento, os gritos – e o despertar no mesmo ponto, antes de...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK