Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Dicas de Leitura > Dicas de Leitura > MINHA METADE SILENCIOSA
 
MINHA METADE SILENCIOSA
18/11/2014 as 16:01 h  Autor Editoria  Imprimir Imprimir
Em meio a tanto tumulto na vida do jovem Stark McClellan reina o absoluto silêncio gritando baixinho em seu coração. 14 anos e a carga de uma vida inteira sobre seus ombros... Ou melhor, sobre sua orelha! A vida do garoto ainda não maduro, "formado", carrega o estigma de "deformado" por ter nascido apenas com uma delas. Mais que não ouvir - de um dos lados - ele escutou o suficiente durante a infância inteira o que milhares de outros ouvidos poderiam suportar. Sofreu bullying, castigos, abusos, preconceitos, tiranias...

Uma história comovente contada pelo autor norte-americano Andrew Smith na ficção dramática "Stick" que virou febre pelo mundo, ganhou as melhores críticas internacionais e acaba de chegar ao Brasil pela editora Gutenberg intitulado "Minha Metade Silenciosa" (304 páginas) editado apenas com uma "orelha", na capa.

Stark ou "Palito" - apelidado assim por ser muito alto e magro - passa pela descoberta do amor, do sexo, do afeto e da amizade verdadeira estampada na figura de seu irmão mais velho, Bosten, de 16 anos que sempre o defende e o protege quando Stark é alvo de bullying. Em contrapartida, Stark e Bosten são passivos de surras, falta de afeto e isolamento em casa.

Starck precisa enfrentar problemas complicados da família e dele próprio até encontrar sua identidade. Para isso, vive situações como descobrir que o irmão bebe, fuma maconha, namora outro garoto e sofre abusos sexuais por parte do próprio pai. Até momentos de pura alegria durante as férias na casa da tia Dhalia, na Califórnia, onde encontra afeto, amor, compreensão e onde também beija pela primeira vez a jovem Evan, dona de três mamilos.

Volta pra casa, volta pra confusão!

Pais se separam, mãe abandona o lar ao saber que Bosten é gay, irmão que foge de casa e Palito (bom ouvinte do seu coração) que também sai de casa para procurar o irmão que se jogou pelas ruas de Los Angeles.
      
Uma saga nada fácil. Embalada por uma narrativa poética, diferente, com e s p a ç o s  e n t r e  a s  p a l a v r a s  para mostrar a maneira do protagonista ouvir.
 
FICÇÃO | NEW ADULT
MINHA METADE SILENCIOSA - Stick
Andrew Smith
EDITORA: GUTENBERG
TRADUÇÃO: Rodrigo Seabra
PÁGINAS: 304 páginas
QUANTO: R$ 34,90
 
Andrew Smith, autor de sete romances para jovens, coleciona diversos prêmios e elogios da crítica. Nasceu na Califórnia e, no ensino médio, quando foi editor do jornal do colégio, descobriu que queria ser escritor. Depois de graduar-se em Ciências Políticas, Jornalismo e Literatura, experimentou a carreira jornalística, mas percebeu que não era o tipo de escrita que havia sonhado fazer.  Passou grande parte da sua juventude viajando pelo mundo e fazendo os mais diferentes trabalhos (em uma indústria metalúrgica, como estivador em um porto, como atendente em bares e lojas, como segurança, e como músico, entre outros). Ao se estabelecer definitivamente no sul da Califórnia, foi professor de adolescentes em situações de risco, o que o inspirou em seus textos.

O seu primeiro romance Ghost Medicine (publicado em 2088) foi indicado como um dos melhores livros do ano para jovens adultos. E seus outros livros também foram aclamados: The Marbury Lens ganhou o prêmio da Amazon de melhor ficção para jovens adultos de 2010 e foi considerado pela Publishers Weekly como o melhor livro do ano. E a escolha do editor da Booklist; In the Path of Falling Objetcts ganhou o Southwest Book Award de 2011. Andrew Smith escolheu o isolamento das montanhas perto de Los Angeles para morar, e lá vive atualmente com sua esposa, seus dois filhos adolescentes, dois cavalos, três cães, três gatos e um lagarto arisco chamado Leo. Veja mais em seu site: www.authorandrewsmith.com

Por Gabriela Bianco
Da 80 Comunicação
Comente via Facebook

Mais Dicas de Leitura
img


img
RSS  Artigos Artigos

Quando me perguntam se é possível aplicar na educação brasileira práticas bem-sucedidas de países com melhores resultados educacionais que o Brasil, costumo responder - para surpresa do interlocutor - com uma afirmação e uma negativa. Essa conjunção de ‘sim e não’ é a...
Até o pleito de outubro, os eleitores colocarão uma lupa sobre os candidatos. Farão um controle mais apurado do que em eleições passadas. Primeiro, em função da desconfiança que paira sobre os políticos. Segundo, porque o voto começa a sair do coração para subir à cabeça. O voto...
Na esteira da decretação de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro, vemos o embate de como executar o trabalho. Membros do governo dizem que as Forças Armadas não terão poder de polícia, falam em ação de busca e apreensão monitorada pelo Judiciário e...
Isso é Brasil! Até onde vai a promiscuidade dos nossos governantes?  Será que estão realmente preocupados com a melhoria do ensino de medicina ou com possíveis futuros financiadores de campanhas políticas, em face à realidade nacional?  Pois bem; de olhos gananciosos no alto...
O escritor sergipano Ariosvaldo Figueiredo escreveu certa vez que “moralismo e juridicismo são vertentes ideológicas de uma pequena minoria conservadora”. Frase que nunca esteve tão atual como nos dias em que vivemos, onde quem deveria zelar pela moral e pelos bons...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Como falar às crianças e adolescentes sobre respeito às diferenças? E se essas diferenças forem algo de certa forma muito difícil de explicar? É isso que faz de forma poética e muito alegre o livro Você sabe quem eu sou? Então vou te contar, de Herica B. T. Secali.
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK