Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Notícias Destaque > >
 
NOTÍCIAS DO DIA... NOTÍCIAS DO DIA...
Variáveis psicomotoras de crianças estudantes de escola pública
17/08/2010 as 17:52 h  Autor Novoeste  Imprimir Imprimir
Dentro do âmbito educacional, muito tem se discutido sobre qual a melhor forma ou caminho a ser percorrido por um indivíduo para que se tenha um bom desenvolvimento psicomotor e quais são os principais fatores que os afetam para que se tenha um bom ou mau rendimento psicomotor.

O termo psicomotricidade apareceu pela primeira vez com Dupré em 1920, significando um entrelaçamento entre o movimento e o pensamento. Desde 1909, ele já chamava a atenção de seus alunos sobre o desequilíbrio motor, denominando o quadro de “debilidade motriz” verificou que existia uma estreita relação entre as anamalias psicológicas e as anamalias motrizes, o que os levou a formular o termo psicomotricidade (OLIVEIRA, 2008, p. 28)
    
Segundo Barreto (2000) o desenvolvimento psicomotor é importante na prevenção de problemas de aprendizagem, que aliás, tem sido um dos grandes problemas enfrentados na educação contemporânea, principalmente no âmbito das escolas públicas brasileiras.
   
São inúmeras áreas que a psicomotricidade pode atuar: coordenação motora fina e global, estruturação espacial, orientação temporal, lateralidade, estruturação corporal.

Esta pesquisa analisou as variáveis psicomotoras (coordenação motora, equilíbrio, auto-imagem e ritmo) em crianças de 10 a 12 anos de uma escola pública do município de Barreiras-Bahia, visando detectar possíveis deficiências ou não, em escolares daquela escola. Foi realizado um estudo quantitativo, com característica explicativa que foi conduzido com o padrão de pesquisa de campo. Foram analisadas 34 crianças, em que os responsáveis pelos voluntários assinaram um termo de consentimento livre e esclarecido. Os dados foram coletados na Escola Municipal Santa Luzia desta cidade. Foi aplicado um questionário sócio-econômico e uma anamnese. Para mensurar a massa corporal (MC) utilizou-se uma balança eletrônica e para medir a estatura foi utilizada uma fita métrica fixada em uma parede da escola. Em seguida, calculou-se o IMC, através da equação IMC = MC/(estatura)². Para mensurar as variáveis psicomotoras foi utilizada a bateria de testes validada por Fonseca (1999). A analise estatística foi realizada através o pacote estatístico SPSS for Windows. Portanto, mediante este estudo, foi possível entender as questões relacionadas a psicomotricidade.
   
Ao dar início a presente pesquisa de campo, iniciamos a partir de algumas questões das quais tentamos responder ao longo do caminho. O desempenho psicomotor dos meninos é melhor que das meninas? O nível sócio econômico influência no desenvolvimento psicomotor das crianças da periferia? Crianças com mais idade possuem melhor coordenação motora do que as mais novas? As meninas apresentam melhor equilíbrio que os meninos?
   
Sabe-se que as questões supracitadas são utilizadas não apenas no âmbito escolar, mas também no dia-a-dia do indivíduo. Sabemos também que essas destrezas motoras dão início em casa, pois ela brinca, come, escova os dentes, amarra o cadarço do tênis dentre outras atividades.
   
Diante das evidências encontradas nesta pesquisa, observou-se que o desempenho psicomotor dos meninos, em linhas gerais, é melhor que das meninas. Isto se deve possivelmente a fatores culturais, que atribuem aos meninos serem estimulados a praticar diversos tipos de atividade física, enquanto as meninas são mais limitadas a brincarem dentro de casa. Sendo assim, elas levam desvantagem com relação aos meninos.
   
Pode-se concluir também que o nível sócio econômico pode influenciar no desenvolvimento psicomotor, tendo em vista uma provável má alimentação, desprovida de elementos nutricionais essenciais para uma boa formação neuromuscular.
   
Quanto às diferenças entre as meninas e meninos pode-se concluir que o desempenho rítmico e coordenação motora dos meninos são ligeiramente melhores que das meninas, e que as meninas levam ligeira vantagem sobre os meninos no quesito equilíbrio e auto-imagem.
   
Por fim, também se observou que houve associações significativas entre o equilíbrio dinâmico e noção corporal, equilíbrio dinâmico e estruturação espaço temporal, equilíbrio estático e coordenação óculo-manual, estruturação espaço temporal e coordenação óculo-manual e noção corporal e coordenação óculo-pedal.



FOTO 01: Voluntário realizando o teste de equilíbrio estático.
FOTO 02: Voluntário realizando o teste de equilíbrio dinâmico.
FOTO 03: Voluntário realizando o teste de noção do corpo (auto-imagem).
FOTO 04: Voluntário realizando o teste de estruturação espaço-temporal



FOTO 05: Voluntário realizando o teste de praxia global (coordenação óculo-manual)



FOTO 06: Voluntário realizando o teste de praxia global (coordenação óculo-pedal).
FOTO 07: Voluntário realizando o teste de praxia fina (tamborilar).




Danilo Santos Barbosa
Acadêmico da FASB do curso de licenciatura plena em Educação Física

Comente via Facebook

Mais Notícias
Não há comentários.
img


img
RSS  Artigos Artigos

Quando me perguntam se é possível aplicar na educação brasileira práticas bem-sucedidas de países com melhores resultados educacionais que o Brasil, costumo responder - para surpresa do interlocutor - com uma afirmação e uma negativa. Essa conjunção de ‘sim e não’ é a...
Até o pleito de outubro, os eleitores colocarão uma lupa sobre os candidatos. Farão um controle mais apurado do que em eleições passadas. Primeiro, em função da desconfiança que paira sobre os políticos. Segundo, porque o voto começa a sair do coração para subir à cabeça. O voto...
Na esteira da decretação de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro, vemos o embate de como executar o trabalho. Membros do governo dizem que as Forças Armadas não terão poder de polícia, falam em ação de busca e apreensão monitorada pelo Judiciário e...
Isso é Brasil! Até onde vai a promiscuidade dos nossos governantes?  Será que estão realmente preocupados com a melhoria do ensino de medicina ou com possíveis futuros financiadores de campanhas políticas, em face à realidade nacional?  Pois bem; de olhos gananciosos no alto...
O escritor sergipano Ariosvaldo Figueiredo escreveu certa vez que “moralismo e juridicismo são vertentes ideológicas de uma pequena minoria conservadora”. Frase que nunca esteve tão atual como nos dias em que vivemos, onde quem deveria zelar pela moral e pelos bons...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Como falar às crianças e adolescentes sobre respeito às diferenças? E se essas diferenças forem algo de certa forma muito difícil de explicar? É isso que faz de forma poética e muito alegre o livro Você sabe quem eu sou? Então vou te contar, de Herica B. T. Secali.
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK