Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Notícias Destaque > Governo Federal > Sérgio Sá destaca importância da indústria audiovisual na agenda do ministério
 
NOTÍCIAS DO DIA... NOTÍCIAS DO DIA...
Sérgio Sá destaca importância da indústria audiovisual na agenda do ministério
07/12/2017 as 17:42 h  Autor Editoria  Imprimir Imprimir
As condições para o desenvolvimento da indústria audiovisual no país e no mundo foram expostos pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e pelo especialista em efeitos visuais neozelandês Dan Lemmon, vencedor do Oscar de Efeitos Visuais 2017 e responsável pela franquia O Planeta dos Macacos, no painel de debates Indústria Criativa e Novas Tecnologias do VFX (efeitos visuais) na Comic Com Experience (CCXP), maior evento de cultura pop da América Latina, nesta quinta-feira (7).

No painel, Dan Lemmon contou sobre sua trajetória profissional e como a Nova Zelândia se abriu para o mercado de audiovisual. “Há incentivos do governo neozelandês para que grandes produções internacionais sejam parcialmente realizadas no país e se utilize de produções e serviços locais. Isso de fato colocou o país numa posição competitiva nesta área”.

Em sua exposição, o ministro disse que a área tem tomado importância na agenda do ministério e as medidas tomadas para incentivar o setor. “Desde julho estamos em um processo bem acelerado no Comitê do Fundo Setorial do Audiovisual e também no Conselho Superior de Cinema aprovando uma série de medidas que começam a ser implementadas para impulsionar esse crescimento a partir de uma política pública efetiva e de investimento por parte do poder público”.

Umas das medidas, segundo Sá Leitão, inédita, é uma linha de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). “Aprovamos no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) a criação de linhas de investimento e de crédito para o segmento de infraestrutura, incluindo produção e pós-produção, portanto, o segmento de VFX está dentro dessa política”.

Para o ministro, o incentivo financeiro vai contribuir com a diversificação dos conteúdos brasileiros. “Nós teremos tanto investimento por parte do FSA quanto também a utilização via BNDES de uma linha de crédito para que as empresas do setor, que hoje são poucas e pequenas, possam crescer e atrair mais investimentos, e com isso os nossos produtores poderem diversificar o conteúdo de seus filmes”.

A segunda medida citada pelo ministro segue o exemplo citado por Lemon, sobre o incentivo do governo neozelandês para atrair produções internacionais no país. “Outra decisão que foi tomada, essa no Conselho Superior de Cinema, é de se criar incentivos para a atração de produções internacionais. A ideia que é possamos descontar esse encargos fiscais e criar facilidades e estímulos”.

O ministro se disse animado ainda com as medidas e com os investimentos que o ministério vai inserir no setor. “Além desses dois exemplos, outras várias medidas estão sendo tomadas com esse objetivo de construirmos uma indústria de audiovisual altamente competitiva. Estou bastante animado, estamos trabalhando com uma previsão de investir cerca de R$ 700 milhões no setor pelos próximos 10 anos, com uma mentalidade contemporânea. Acho que vamos contribuir para que a indústria audiovisual brasileira esteja no top five do mundo daqui a 10 anos”.

Sérgio Sá citou ainda a importância da Comic Com Experience para dar visibilidade ao setor audiovisual no país. “A economia criativa tem uma contribuição muito grande para o nosso Produto Interno Bruto (PIB) e para o nosso desenvolvimento, estamos falando de 2.64% do PIB, 1 milhão de empregos diretos, cerca de 200 mil empresas e instituições, ou seja, está em as dez maiores atividades econômicas do nosso país e o potencial de crescimento é gigantesco”, ressaltou.

“A CCXP se tornou o maior evento da área de cultura de entretenimento do nosso país e representa muito bem isso, a potência da econômica criativa no nosso país”, finalizou.

Da Agência Brasil

Comente via Facebook

Mais Notícias
Não há comentários.
img


img
RSS  Artigos Artigos

Quando me perguntam se é possível aplicar na educação brasileira práticas bem-sucedidas de países com melhores resultados educacionais que o Brasil, costumo responder - para surpresa do interlocutor - com uma afirmação e uma negativa. Essa conjunção de ‘sim e não’ é a...
Até o pleito de outubro, os eleitores colocarão uma lupa sobre os candidatos. Farão um controle mais apurado do que em eleições passadas. Primeiro, em função da desconfiança que paira sobre os políticos. Segundo, porque o voto começa a sair do coração para subir à cabeça. O voto...
Na esteira da decretação de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro, vemos o embate de como executar o trabalho. Membros do governo dizem que as Forças Armadas não terão poder de polícia, falam em ação de busca e apreensão monitorada pelo Judiciário e...
Isso é Brasil! Até onde vai a promiscuidade dos nossos governantes?  Será que estão realmente preocupados com a melhoria do ensino de medicina ou com possíveis futuros financiadores de campanhas políticas, em face à realidade nacional?  Pois bem; de olhos gananciosos no alto...
O escritor sergipano Ariosvaldo Figueiredo escreveu certa vez que “moralismo e juridicismo são vertentes ideológicas de uma pequena minoria conservadora”. Frase que nunca esteve tão atual como nos dias em que vivemos, onde quem deveria zelar pela moral e pelos bons...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Como falar às crianças e adolescentes sobre respeito às diferenças? E se essas diferenças forem algo de certa forma muito difícil de explicar? É isso que faz de forma poética e muito alegre o livro Você sabe quem eu sou? Então vou te contar, de Herica B. T. Secali.
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK