Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Notícias Destaque > Meio Ambiente/Degradação Ambiental > Será? Crime ambiental de quem mais deveria cuidar do meio ambiente de Barreiras?
 
NOTÍCIAS DO DIA... NOTÍCIAS DO DIA...
Será? Crime ambiental de quem mais deveria cuidar do meio ambiente de Barreiras?
18/05/2017 as 17:27 h  Autor Editoria  Imprimir Imprimir

Se isso for um fato, é revoltante para uma
comunidade que suplica a plantação de árvores
pela cidade e não sua devastação!

Muito estranha, no mínimo bizarra, a suposta atitude da secretaria de Meio Ambiente local. A equipe de trabalho não deve ter sido instruída adequadamente, pois, os homens, ao invés de fazerem uma simples poda apenas, fizeram foi decepar as árvores da praça Augusto Cezar Torres, no Centro Histórico de Barreiras, na comunidade da Humaitá. A ideia deve ter sido apenas aparar as arestas das plantas, mas, a realidade é outra: a vegetação foi completamente dilapidada, o que enfureceu a população que reside na área.

Os moradores tentaram falar com o pessoal que realizava a atividade para que parassem o serviço, mas eles foram irredutíveis e disseram que apenas cumpriam ordens. Resultado é que, numa cidade quente como a nossa, ainda mais nessa época de seca, as árvores não poderiam ser tratadas dessa maneira – incorreta para botânicos, biólogos, agrônomos e ecologistas. Estes profissionais reiteram que a poda é, sim, indicada em época de chuva e à serra, não a machado, como foi feita. “Desta forma, a planta sofre danos muito impactantes para a sua estrutura biofísica e pode até se molestar bastante com essa metodologia, que atrapalha o seu desenvolvimento normal, podendo até morrer”, afirmou um engenheiro agronômico que preferiu não se identificar.

 
Esperamos que esta prática não continue a ser feita pelo resto da vegetação urbana, interferindo no clima da cidade. Já que é sabido que o paisagismo ajuda a amenizar o calor.

Eu, como morador da comunidade da Humaitá, quando vi, o serviço já tinha sido concluído e fiquei muito indignado com a situação, já que sou um amante da ecologia e defendo a natureza com veemência. Ainda mais com aquele oitizeiro antigo e que serve de abrigo para as andorinhas, que aparecem no verão aos milhares e que se tornou um atrativo a mais para quem reside na área e pessoas que vêm de outras partes da cidade para apreciar esse evento fantástico oferecido por essas aves tão indefesas.

Esta região, conhecida como Humaitá – que é o nome da primeira rua de Barreiras – engloba outros logradouros como a rua das Palmeiras, Visconde do Rio Branco e Silva Jardim. Toda essa gente, moradora do local, ficou revoltada com o serviço prestado pelos funcionários municipais e, justamente em um dos setores mais aprazíveis, bucólicos e tranquilos da cidade, ainda hoje. Como vamos deleitar, agora, a fresca da praça, quando da época de muito calor, como sempre fizemos, sem a sombra fabulosa que oferecia o bendito pé de oiti?


É uma situação lastimável e até injusta para com a população e, principalmente com a mãe Natureza, que vem sofrendo na mão dos humanos há séculos. Suponhamos, bizarramente, ter sido uma ordem de serviço partida da entidade que existe para exatamente proteger o meio ambiente, se for, o pessoal da secretaria deveria pensar melhor para agir com correção junto ao nosso maior patrimônio, o habitat, que é a nossa casa. Fica o registro de minha revolta e aconselho que o órgão deveria utilizar melhor seus recursos humanos, pois soube que há profissionais de excelência trabalhando na entidade e, depois que a nova administração assumiu, estes foram remanejados para outros setores do órgão e, segundo fontes, até tiveram seus salários reduzidos, o que é anticonstitucional. Se toquem! #FicaDica.

PS: Segundo a Comunicação da Prefeitura nos informaram que, o que de fato ocorreu, foi de um servidor público, da secretaria de Meio Ambiente, por conta própria, resolver mandar a equipe de poda realizar o serviço naquela praça. E agora? O que vai acontecer? Aguardaremos as cenas dos próximos capítulos...

Por Demetrius Macêdo
Repórter Interbairros

Comente via Facebook

Mais Notícias
Não há comentários.
img



img
RSS  Artigos Artigos

Denunciado formalmente e ameaçado de tornar-se réu pela prática de crimes, o presidente Michel Temer vive a solidão do poder. O cercam aliados também problemáticos que, como num abraço de afogados, esperam desesperadamente, via corporativismo, a oportunidade se...
Escolher qual profissão seguir não é tarefa simples. Uma das grandes dificuldades nesse processo é o aumento da quantidade de profissões disponíveis para o candidato escolher, em um mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo. Além disso, quando o candidato apresenta diferentes áreas de interesse (gostar de música e de química ao mesmo tempo, por exemplo), deverá refletir sobre quais dessas atividades gostaria de...
Essa ideia é muito comum a muita gente. Dizemos que o mundo é perfeito e que o ser humano com sua ação, com seus pecados, o estraga. Não há dúvidas que muitas coisas que fazemos não favorecem a harmonia da criação. Muitas ações do ser humano estragam a beleza da...
O projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados promove uma devastação dos direitos trabalhistas, individuais e coletivos. Em apenas duas semanas, os deputados rasgaram o projeto encaminhado pelo poder Executivo e fizeram uma radical mudança no sistema de...
O número de acidentes nas estradas do Brasil é preocupante: mais de 41 mil pessoas morrem todos os anos, vítimas de acidentes fatais, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Estatísticas indicam que 94% dos acidentes fatais são decorrentes de falhas humanas. Todos os anos, instituições não governamentais e o poder público discutem medidas variadas para educar e mobilizar motoristas, pedestres e...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
Com os filhos pequenos à sua volta, Graça Ramos fazia a brincadeira das palavras para estimulá-los a construir um vocabulário rico. “Saía muito disparate”, ela se diverte ao lembrar. Ainda grávida, lia em voz alta para que os bebês em...
Obra da Ática, lançada em 2011, traz as ilustrações originais de Jim Kay e tradução do escritor Antônio Xerxenesky. É o pesadelo de novo, como em quase todas as noites depois que a mãe de Conor ficou doente. A escuridão, o vento, os gritos – e o despertar no mesmo ponto, antes de...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK