Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Notícias Destaque > Barreiras/Bahia > Os periquitos chegam para comer as cenouras
 
NOTÍCIAS DO DIA... NOTÍCIAS DO DIA...
Os periquitos chegam para comer as cenouras
04/05/2017 as 17:36 h  Autor Editoria  Imprimir Imprimir
Garis do atual governo uniformizados de verde (periquitos). Todos com equipamentos
de segurança adequados e com seus
direitos trabalhistas garantidos

Na manhã do último sábado, 22/04, o prefeito Zito Barbosa e comitiva, lançaram no parque de exposição, a campanha Barreiras mais bonita e mais humana. Na oportunidade foi esclarecida qual a abrangência do projeto e a que limite quer chegar.

O programa engloba todas as ações de governo em relação ao sistema de limpeza pública, como coleta de lixo, varrição, pintura de meios-fios, poda, roçagem, capina, iluminação, requalificação e concepção de praças, além de ocupação de espaços públicos na cidade.


João Sá Teles, secretário municipal de Infraestrutura

A humanidade se desenvolveu ao longo dos tempos e até hoje não sabe o que fazer com o lixo que produz. Com esta argumentação, o secretário municipal de infraestrutura, João Sá Teles, iniciou o seu discurso quando da apresentação do programa Barreiras mais bonita e mais humana. Ele lembrou que o governo Federal deu o prazo para as cidades construírem seus aterros sanitários, de acordo com as leis ambientais que regulam o setor, até o final do ano passado, porém, nem todos os municípios o fizeram; caso de Barreiras, por exemplo.

Agora, a empresa ganhadora da licitação para tal processo, a MM Limpeza Urbana, será a responsável pela coleta de lixo, pintura de meios-fios, varrição, iluminação, capina e poda das árvores da cidade, além de estar prestando a atenção nas questões ambientais que envolvem o nosso município. A empresa também deverá zelar pelos seus colaboradores, oferecendo equipamentos de segurança como luvas, bonés com aba tira sol, máscaras, botinas e a roupa e prestar serviços sociais como a realização de campanhas educativas junto à população, no sentido de elucidar os horários de coleta do lixo e o tipo ideal de embalagem para a deposição dos resíduos.

A vice-prefeita, Karlúcia Macêdo lembrou que “a cidade cresceu de maneira rápida e desordenada e, por isso mesmo, existem ruas em que o carro de lixo não consegue trafegar. Esta questão já está sendo solucionada pela atual administração com a requalificação das ruas e avenidas da cidade”, frisou. Ela ainda esclareceu que “a população também tem que fazer sua parte, sabendo como e onde depositar seu lixo para ser corretamente coletado”.

Já o prefeito Zito Barbosa enfatizou o cuidado que a atual administração tem com seus colaboradores e também com o destino do dinheiro público. Ele disse que “esse é o desejo que temos de ver a mudança acontecer e nós vamos continuar nesse ritmo de trabalho, seja com a requalificação do asfalto nas ruas, seja com a limpeza delas. É isso que nós queremos para Barreiras e, todos vão ver, durante este mês de maio, a diferença na limpeza da cidade”, garantiu.

Zito também deu certeza da construção de um aterro sanitário à altura que Barreiras merece e de acordo com as normas técnicas do Ministério das Cidades, até o final do corrente ano. “Temos que cuidar do nosso solo, subsolo, lençol freático e tudo o mais que corresponde ao meio ambiente. Por isso, queremos implantar, ainda este ano, o aterro sanitário, para fazermos todo correto quanto ao lixo produzido em nossa cidade. Tenho a certeza de que vamos conseguir fazer as mudanças necessárias que Barreiras precisa. Vamos fazer mais do que o povo está esperando, esta é a nossa meta”, concluiu.

Garis da gestão anterior uniformizados de laranja (cenouras). Todos sem equipamentos
de segurança adequados
e sem seus direitos trabalhistas garantidos

Os antigos garis – cenourinhas, como eram carinhosamente chamados pela população - eram apenas contratados, mas, com a nova empresa eles ganharam a benesse de ter a carteira de trabalho assinada, o que lhes garante a proteção da lei e assegura seus direitos trabalhistas. Danilo Rodrigo, gari há três anos, nos disse que “agora melhorou muito, antes cumpríamos apenas um contrato e não tínhamos direito algum e, hoje, nos sentimos mais seguros com a carteira assinada. Em caso de demissão, por exemplo, teremos o amparo da lei para garantir os nossos direitos”, observou.

Veículos zero quilômetro

De fato, a cidade estava precisando de um serviço de limpeza urbana de excelência e, ao que tudo indica, esta nova empresa, com os veículos zero quilômetro e todo o equipamento de segurança para os garis em dia, parece estar apta a realizar o serviço com muita maestria. Vamos ver daqui pra frente. Vale lembrar que o novo uniforme dos garis é verde, em substituição ao laranja da empresa anterior. Os periquitos estão chegando para comer as cenouras.

Por Demetrius Macêdo
Repórter Interbairros

Comente via Facebook

Mais Notícias
Não há comentários.
img





img
RSS  Artigos Artigos

A proteção social deve perseguida como prioridade por qualquer sociedade que busca o desenvolvimento socioeconômico e a estabilidade política. No Brasil, ainda temos milhões de cidadãos que vivem desprotegidos e necessitam do sistema de seguridade e de previdência públicos, sem os quais os impactos políticos, econômicos e sociais atingiriam a todos. O fato é que a grande maioria das famílias brasileiras não pode...
A ação da Polícia Federal na Universidade Federal de Minas Gerais, uma repetição da violência praticada também contra a Universidade Federal de Santa Catarina – que culminou com a morte do reitor Carlos Cancellier – parece indicar efetivamente, como denunciou o senador Roberto Requião, uma...
Disse o Sérgio Moro de sempre, diante de um comentário do ex-presidente Lula sobre os desmandos da justiça, que não debateria “publicamente com pessoas condenadas por crimes”. É a cara dele. Acha-se no direito de tecer comentários sobre tudo e sobre todos, projetando-se...
Nos últimos três anos, a Petrobras, maior empresa brasileira, foi alvo de um processo sistemático de desmoralização. Como resultado, a companhia começou a ser esquartejada, com vários de seus ativos sendo vendidos sem nenhuma transparência, e o pré-sal, maior...
Virou moda atribuir a violência e a criminalidade à falta de policiamento ou aos métodos de trabalho empregados pela força policial. O tema já sustentou muitas campanhas eleitorais e serviu de instrumento para os agitadores sociais atingirem seus objetivos. Uns clamam por maior presença...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
Com os filhos pequenos à sua volta, Graça Ramos fazia a brincadeira das palavras para estimulá-los a construir um vocabulário rico. “Saía muito disparate”, ela se diverte ao lembrar. Ainda grávida, lia em voz alta para que os bebês em...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK