As margens do Rio Grande são alvos do descaso da sociedade e da omissão do poder público de Barreiras
Data 04/10/2010 as 18:29 h  Autor Editoria  Vezes 2806  Imprimir Imprimir
No bairro Vila Dulce, mais precisamente nas imediações da sede da Guarda Municipal, a situação é calamitosa. É chocante a quantidade de lixo: garrafas pet, isopor, sacolas plásticas, entulhos, colchões velhos, pneus, sofá entre outros que levarão anos para se decompor, sem contar que no período de chuva o lixo das imediações descerá para dentro do rio.



No local uma pequena placa, colocada ainda na gestão passada, com os dizeres “PROIBIDO JOGAR LIXO”, logo abaixo o Disk Denúncia 3613-9725, fone que não funciona, e a Lei 650/2004 -Art. 81, que puniria quem jogasse lixo no lacal. Tudo isso é inútil, não funciona porque não existe fiscalização e as pessoas continuam a jogar lixo no local.



Destratar o meio ambiente já se tornou rotina em Barreiras. O acúmulo de detritos nas margens e imediações do Rio Grande transforma a paisagem que outrora era bela e fascinante em um cenário deprimente e vergonhoso.

Tudo isso somado ao excesso de esgoto despejado diariamente. Basta aproximarmos  da orla do Cais que nos deparamos com um forte odor. E  se nos aproximarmos mais um pouco nos deparamos com uma “cachoeira” de esgoto sendo lançada no rio, a quantidade é tão grande que chega-se a ouvir barulho da água  suja, jorrando no paredão do Cais, sendo lançada no rio.

Esgotos in natura são lançados incessantemente no Rio Grande, mas o que vemos atualmente é a omissão dos órgão ambientais para com esse importante Rio. O fato é que o Rio está morrendo à míngua e se continuar dessa  forma, em pouco tempo teremos um “esgotão” a céu aberto em pleno centro da cidade.

Há anos que o Jornal  Novoeste faz alertas a respeito  da situação do Rio Grande, mas a situação só piora e não vimos ninguém tomar  partido.  Se não tivermos cuidado o Rio Grande  se tornará um “Tietê”, em pleno Centro de Barreiras.  Vimos diversos órgãos ambientais comentar sobre o estado deplorável que se encontra  o Rio Grande, no entanto são só conversas  e pouca ação.

Vivemos eternamente no improviso, cuidando unicamente dos efeitos, com infraestrutura precária e políticas públicas ineficientes e sem perspectiva de melhora. É como se a nossa dor de dente fosse tratada unicamente com anestésico, sem nunca ter o problema resolvido na base, ter o dente tratado em definitivo e monitorado, visando prevenir novos problemas. A título de prioridade, continuamos com os procedimentos paliativos empregados como definitivos.

A omissão perpassa desde as autoridades competentes, órgãos ambientais à sociedade civil organizada. Todos têm fechado os olhos para a problemática, estão literalmente engessados. Chegamos a duvidar se em Barreiras existe mesmo órgãos de proteção ao meio ambiente, como IBAMA, CONDEMA, secretaria de meio ambiente. A situação é grave, a tal ponto que se chega a duvidar o que é mais preocupante: a situação do rio, ou a constatação frustrante de que não existe uma preocupação e uma luta da sociedade como um todo em busca de uma solução para o problema.

É ano de eleição e o que vemos são candidatos batendo de porta em porta, pedindo votos, mas, quando se pergunta sobre os projetos e propostas, não vimos nenhuma idéia inovadora que realmente venha nos convencer de que é o melhor. Pelo contrário, vimos candidatos “pongando” em projetos que não ocorrem da noite para dia. O que se vê são projetos utópicos, longe da realidade barreirense. Nenhum projeto que de imediato pode-se colocar em prática, possa se executar a curto prazo, o destino e tratamento do lixo em Barreiras é algo que precisa ser visto como prioridade.

Ana Cedro
Da Redação

Matérias relacionadas:
“Nosso loteamento virou o lixão dos empresários barreirenses”
Barreiras não sabe o que fazer com o seu lixo de cada dia
Comente via Facebook

Mais Notícias
administrador
Precisamos criar um movimento em defesa de Barreiras essa cidade está parecendo que tudo de errado não dá em nada, como se diz meu amigo Lêdo, acorda povo de Barreiras!!! parabéns pela matéria Tenório.
17
Out
administrador
Muito boa a matéria. Falta mobilização dos maiores interessados que são o próprios moradores de Barreiras.
Acorda povo de Barreiras!!!
06
Out
img
img
img
RSS  Top Vídeos ENQUETE
img
Por que reduzir o salário do vereador?
.....................................................................................................................
Trabalha apenas dois dias por semana (terça e quarta-feira);
Além de legislar, possui também outra atividade financeira;
Não possui capacidade intelectual nem profissional para legislar;
O que produz legislando não condiz com o salário que recebe;
O salário está fora da realidade da receita do município;
O salário está muito acima do que ganha um municipário;
A função de legislar deveria ser voluntária inerente ao bem comum da sociedade;
Outro. Comente.
img
img
img
img
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img
img
RSS  Artigos Artigos

Vai bem o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, quando diz que o sistema político vigente fracassou e lembra que já pegou o barco com as dificuldades que hoje se multiplicam sob Dilma Rousseff. Desde a redemocratização pos-64, com Sarney, vigora o toma-lá-dá-cá, difundido pelo...

– Depois de sabatinado durante mais de 10 horas e de ter enfrentado as grosserias e contumélias do senador neofeudal chamado Collor, o Senado aprovou a recondução de Janot à Procuradoria Geral da República. Algo surpreendente diante da Operação Lava Jato, que está...

Costumo brincar que na minha formação de psicologia, fui a aluna que mais contestava o estigma do “psicólogo, que olha e interpreta todo e qualquer comportamento”. Sempre tive aversão com a imagem do psicochato! Aquele que nas reuniões tinha o olhar analítico e sempre achava pelo em “ovo”, isso é trauma da...
O MINISTÉRIO Público Federal (MPF) ajuizou duas ações civis públicas com o objetivo de suspender a avaliação e a comercialização de defensivos agrícolas à base de parationa metílica, lactofem, forato, carbofurano, abamectina, tiram, paraquate, glifosato e...

Como dizia o poeta Cazuza "O tempo não para". Era assim nos anos 90 e no que tange as inovações tecnológicas nas telecomunicações, deixou de ser poesia e passou a ser um princípio. Cada vez mais, o ciclo de vida das inovações se torna mais curto. Alguém se...

img
img


img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
A série Teses e Dissertações tem trazido a público trabalhos de pesquisa dos programas de pós-graduação da UNEB e chega agora ao seu 6º volume: TRABALHO E POLÍTICA NO BRASIL (do aprendizado do Império aos sucessos da Primeira República) do...
Isadora, sua camisola La Perla e a BR”, livro da jornalista Catarina Guedes, está em lançamento de sua versão impressa pela Editora Kalango, com Noite de Autógrafos na Livraria Cultura, no Salvador Shopping, dia 24 de Julho (sexta), a partir das 19h. “Isadora, sua Camisola La Perla e a BR” é o romance de...
O escritor Xikito Affonso Ferreira acaba de lançar a biografia Histórias do Meu Avô Tristão (Azulsol), sobre a vida de Alceu Amoroso Lima, o intrigante Tristão de Athayde. A obra se destaca pelo cuidado do autor em recriar os cenários político, religioso, social e cultural nos quais...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img