Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > As reformas e a dignidade dos parlamentares
 
As reformas e a dignidade dos parlamentares
14/02/2018 as 16:51 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
Vivemos o Carnaval com a grande dúvida sobre a aprovação ou não da reforma da Previdência Social, cuja votação era prevista para o dia 19 e agora é esperada para ocorrer no dia 28. Os contrários dizem que o governo não conseguirá reunir 308 deputados favoráveis que necessita e o governo, embora o presidente tenha dito que já fez tudo o que podia, ainda se diz confiante. Mas além de reformar o sistema de aposentadorias e pensões, o país carece de muitos ajustes. Vide a questão do auxílio-aluguel superior a R$ 4 mil aplicado compulsoriamente aos magistrados e distribuído também a procuradores e outros altos servidores dos três poderes. Nesse particular, há a esperança de que o Supremo Tribunal Federal discipline a concessão e corrija as distorções.

A Operação Lava Jato e suas paralelas acabaram com boa parte da corrupção no formato de saque ao cofre estatal mediante licitações fraudulentas e propinas pagas aos políticos. Dificilmente, a partir de agora, empresários oferecerão ou políticos pedirão propina. Porém, fechada essa válvula, os corruptos logo encontraram outra para continuar metendo a mão nos cofres públicos. Agora, como se fosse um direito adquirido, exigem dinheiro e vantagens (cargos, emendas, etc) para votar as reformas, que nem chegam a ser interesse do governo, mas do país. Prevalece o achaque nos votos congressuais. Causa náusea a movimentação do governo e seus áulicos para o convencimento dos parlamentares a votarem os projetos apresentados pelo Executivo à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal. Sente-se que o mesmo esquema de barganha escancarado quando a Câmara votou (e rejeitou) as duas denúncias de Rodrigo Janot contra o presidente da República, que movimento milhões de reais em diversos formatos, também é acionado na reforma da Previdência e em tudo o que de mais importante tem de ser decidido pelo Congresso Nacional. Isso é uma indignidade.

Os parlamentares são eleitos para legislar e fiscalizar os atos do Executivo. Na medida em que recebem benesses para votar com o governo, estão traindo o eleitor e perdendo a liberdade de exercer a atividade fiscalizadora, gênese da vida parlamentar. O Ministério Público, o Judiciário e a sociedade precisam, de alguma forma, reagir e impedir que esse nefasto mercado continue funcionando. O senador ou deputado já é devidamente remunerado para exercer a sua atividade. Qualquer importância ou benesse que receba para executar a sua tarefa de ofício é indevida. Pode ser até criminosa. Tem de cessar imediatamente.

Precisamos recuperar a boa imagem e a dignidade da classe política. Os atuais envolvidos em escândalos financeiros e políticos têm de ser devidamente julgados. Conforme a sentença e sua gravidade, alguns poderão sobreviver. Mas os envolvidos em altas falcatruas têm de ser exemplarmente varridos do meio e dar lugar a indivíduos que se disponham a fazer o certo e pensem mais na pátria do que no próprio bolso.

Quanto à reforma da Previdência, espera-se que cada parlamentar vote – a favor ou contra – conforme sua convicção e, com o dever cumprido, possa se reencontrar com o eleitorado sem constrangimento. Seu voto é mais importante do que qualquer importância ou vantagem que venha a receber para mudá-lo. Nele estão contidas sua dignidade, carreira e honorabilidade e, de certa forma, até a vida do seu eleitor. Não devemos esquecer que o eleitor é o legítimo patrão do eleito...
 



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br    

Comente via Facebook
Mais Artigos
Não há comentários.
img


img
RSS  Artigos Artigos

Simão Cireneu encontrava se bem distante de Cirene, sua cidade natal situada no norte da África, atual Líbia, por ocasião da crucificação de Jesus. Simão se dirigira a Jerusalém, naqueles dias, para participar das festas de Páscoa, e encontrava-se ali para cumprir um ritual religioso....
A agenda da reforma trabalhista e sindical está pautada na sociedade brasileira há algum tempo, em função de vários motivos, como as mudanças na base produtiva e na divisão internacional do trabalho, a expansão do setor de serviços e a disseminação de novas tecnologias e do...
O sentimento de amizade verdadeira, firmada na labuta diária, é fator significativo no fortalecimento das relações, para a superação dos dissabores, não somente no âmbito familiar, também no coletivo. No Apocalipse de Jesus, 1:9, João Evangelista revela — por causa da palavra de Deus e...
O Brasil vive delicado momento. Não se trata apenas de crise política ou econômica, o que preocupa é a crise de firmeza de decisão, de rumos para o país. Talvez fosse este o momento de firmar posições, abandonar dogmas superados e adotar o modernismo administrativo. Fundamentado...
A intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro parece medida tardia, se analisada a partir do estado de guerra vivido pelos cariocas já há um bom tempo. E a criação do Ministério da Segurança Pública pode ser a medida adicional para a retomada do controle naquela e nas...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
Com os filhos pequenos à sua volta, Graça Ramos fazia a brincadeira das palavras para estimulá-los a construir um vocabulário rico. “Saía muito disparate”, ela se diverte ao lembrar. Ainda grávida, lia em voz alta para que os bebês em...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK