Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > A política (e os políticos) de pernas para o ar
 
A política (e os políticos) de pernas para o ar
20/12/2017 as 17:08 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
O ano de 2017 está terminando tão ou mais turbulento do que começou. Depois das duas tentativas de afastamento do presidente Michel Temer, a prisão de ex-ministros e ex-parlamentares, ocorre agora a detenção do deputado (ex-governador, ex-prefeito e ex-candidato à presidência da República) Paulo Maluf, ao final do rumoroso e alongado processo de corrupção decorrente da construção da Avenida Água Espraiada (hoje Jornalista Roberto Marinho), nos anos 90, em São Paulo. De outro lado, a construtora Odebrecht, que agora tem seu ex-presidente retirado da cela e colocado em prisão domiciliar, acusa a formação de cartel de empreiteiras que teria encarecido as obras do Rodoanel de São Paulo, realizadas a partir de 2004, sob os governos dos tucanos Geraldo Alckmin, José Serra e Alberto Goldman e do liberal Claudio Lembo.

Diante da revelação, o governador Geraldo Alckmin, adianta que acionará a Procuradoria Geraldo do Estado para abrir processo onde pedirá a apuração do ocorrido e o ressarcimento de danos causado pelas empreiteiras ao Estado. Anuncia que também mobilizará as corregedorias para a apuração de servidores ou agentes políticos ou públicos que possam ter participado ou facilitado a ação do cartel. Usa a mesma estratégia de 2013, quando processou a Siemens ao ter a empresa alemã informado a existência de “acertos” nas concorrências do Metrô e da CPTM. A tese é de proteção ao Estado e recomposição do seu patrimônio esbulhado pelas irregularidades.

Hoje, no entanto, Alckmin tem muito mais a perder do que quatro anos atrás, pois é pré-candidato à presidência d República e seus adversários estão prontos a usar o cartel como arma para desestabilizá-lo. Além de mandar apurar, terá ele de fazer algo mais para demonstrar transparência e mãos limpas do seu governo no episódio.

Desde que surgiram as primeiras informações sobre o mensalão – tanto na versão nacional quanto na mineira – a classe política brasileira tem sido colocada na linha de tiro. Parlamentares perderam o respeito do eleitor quando o povo ficou sabendo que, além dos seus compensadores proventos, recebem dinheiro sujo para exercer as obrigações do mandato. Os governos também perderam a reputação quando fomos informados que sacava dinheiro público para comprar os políticos e – pior ainda – criava leis e desonerações de setores da economia em troca de propinas. Por conta disso caiu um governo, o atual balançou por duas vezes e a ferida ainda continua aberta.

Vivemos hoje um perigoso momento em que praticamente todos os políticos são processados, denunciados ou pelo menos suspeitos. Os que forem candidatos aos diversos cargos eletivos em 2018 precisam encontrar o meio de provar, ou pelo menos dizer, ao eleitorado que são diferentes daqueles que trouxeram o país à bancarrota...  
 


Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) - aspomilpm@terra.com.br                               





 

Comente via Facebook
Mais Artigos
Não há comentários.
img


img
RSS  Artigos Artigos

Quando olhamos para o atual cenário político do Brasil, entre acusações e negações, malas de dinheiro, e os mais variados problemas hoje enfrentados, logo vem à cabeça de céticos e críticos do sistema, que veem a política como arte da dissimulação: “A política é uma...
Combinado, meu bem, vou lhe fazer uma pergunta. Se você acertar, eu compro seu ingresso para o show do Wesley Safadão. Lá vai: quem disse a frase “Quem sou eu para dar palpite sobre decisão judicial?” Eu digo a resposta correta lá no final, tá? Claro que...
Montesquieu, em seus pensamentos, ensinava: “Quando vou a um país, não examino se há boas leis, mas se são executadas as que há, pois existem boas leis por toda a parte”. E Sólon, o filósofo grego, ao ser perguntado se outorgara aos atenienses as melhores, saiu-se com esta resposta: “dei-lhes as melhores leis que eles podiam aguentar”. As duas pequenas lições calham bem no momento vivido pelo país. Primeiro, por refletir o estado...
Este ano teremos eleições para presidente e governadores. Todos, sem nenhuma exceção, farão duas promessas: reduzir a pobreza e reduzir o desemprego. Esses são os dois maiores flagelos sociais brasileiros. Ainda que todos digam as mesmas coisas e façam as...
O presidente Michel Temer afastou quatro dos 12 vice-presidentes da Caixa Econômica Federal, investigados por irregularidades apuradas pela Operação Greenfield, do Ministério Público Federal. O Conselho da instituição se prepara para assumir a tarefa de nomear e demitir esses...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
Com os filhos pequenos à sua volta, Graça Ramos fazia a brincadeira das palavras para estimulá-los a construir um vocabulário rico. “Saía muito disparate”, ela se diverte ao lembrar. Ainda grávida, lia em voz alta para que os bebês em...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK