Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Cada mentecapto com suas verdades
 
Cada mentecapto com suas verdades
11/11/2017 as 11:34 h  Autor Genaldo de Melo  Imprimir Imprimir
Eminentes mentecaptos assalariados que provavelmente não perdem um segundo para fazer algumas leituras sobre as reformas constitucionais promovidas por Michel Temer, principalmente sobre a reforma trabalhista, desde que a mesma foi aprovada pelo Congresso Nacional não fazem outra coisa senão comemorar o fato de que com a mesma entrando em vigor eles não deverão mais descontar um dia de trabalho de imposto sindical.

Poderia ser até coisa de gente que não gosta de sindicato, porque diz que o mesmo somente existe para atrapalhar o mundo do trabalho, e para seus dirigentes roubarem o suado dinheiro de um dia de trabalho. Porém na grande maioria são ignorantes que nunca compreenderam que as coisas funcionavam muito bem antes da lei ser aprovada, sem discussão com a sociedade, onde os trabalhadores eram detentores de direitos que foram adquiridos em décadas de lutas, e que agora tudo vai por água abaixo.

Provavelmente estes que não gostam de sindicato, ainda não entenderam que os sindicatos existem exatamente para defender seus interesses e direitos, e começarão a descobrir de fato quem tem punhais nas mãos e compreensão da lei de downsizing são seus patrões. Compreenderão tarde demais que os sindicatos acabando, eles não terão mais força para discutir aumentos e direitos mais elementares com as empresas. Mas vai fazer o que mesmo com quem se alimenta jornalisticamente da Rede Globo e seus papagaios de plantão?

A grande parcela absoluta das pessoas que são assalariadas nesse país, que não compreendeu que acabando com os sindicatos estão acabando com a única arma que ela tem contra quem oprime e contra quem não quer negócio com compromisso e direitos (com quem em sua visão serve apenas como instrumento de lucro com sua mão-de-obra) vai descobrir as dores dos punhais metafóricos, e não demorará muito tempo. Esse processo de consciência e de abrir os olhos sobre o que aconteceu com a aprovação da reforma trabalhista será descoberto logo ali na frente depois do dia 11 de novembro, quando entrará em vigor a lei que permite o trabalho intermitente.

Aí obviamente, e com a força da crueldade, descobriremos todos quem estava certo, se quem foi contra, absolutamente contra a reforma trabalhista nesse pais, os sindicalistas e lutadores do povo, ou quem foi a favor como Michel Temer e deputados e senadores aliados, e os empresários, que tiveram apoio absoluto da imprensa tradicional que aliena e manipula a todos nesse país, sem nenhum tipo de regulação sobre seus conteúdos que imbeciliza nosso povo!




Por Genaldo de Melo
Fonte: genaldo40.blogspot.com

Comente via Facebook
Mais Artigos
Não há comentários.
img


img
RSS  Artigos Artigos

Simão Cireneu encontrava se bem distante de Cirene, sua cidade natal situada no norte da África, atual Líbia, por ocasião da crucificação de Jesus. Simão se dirigira a Jerusalém, naqueles dias, para participar das festas de Páscoa, e encontrava-se ali para cumprir um ritual religioso....
A agenda da reforma trabalhista e sindical está pautada na sociedade brasileira há algum tempo, em função de vários motivos, como as mudanças na base produtiva e na divisão internacional do trabalho, a expansão do setor de serviços e a disseminação de novas tecnologias e do...
O sentimento de amizade verdadeira, firmada na labuta diária, é fator significativo no fortalecimento das relações, para a superação dos dissabores, não somente no âmbito familiar, também no coletivo. No Apocalipse de Jesus, 1:9, João Evangelista revela — por causa da palavra de Deus e...
O Brasil vive delicado momento. Não se trata apenas de crise política ou econômica, o que preocupa é a crise de firmeza de decisão, de rumos para o país. Talvez fosse este o momento de firmar posições, abandonar dogmas superados e adotar o modernismo administrativo. Fundamentado...
A intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro parece medida tardia, se analisada a partir do estado de guerra vivido pelos cariocas já há um bom tempo. E a criação do Ministério da Segurança Pública pode ser a medida adicional para a retomada do controle naquela e nas...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Como falar às crianças e adolescentes sobre respeito às diferenças? E se essas diferenças forem algo de certa forma muito difícil de explicar? É isso que faz de forma poética e muito alegre o livro Você sabe quem eu sou? Então vou te contar, de Herica B. T. Secali.
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK