Novoeste on-line - Onde o Oeste da Bahia é Notícia
> Principal > Artigos > Pauta Livre > Dilma-Temer, um julgamento inútil
 
Dilma-Temer, um julgamento inútil
07/06/2017 as 16:47 h  Autor Tenente Dirceu Cardoso Gon&cce  Imprimir Imprimir
O processo de cassação da chapa Dilma-Temer, cujo julgamento foi aberto nesta terça-feira (06-06), aparece como inútil aos olhos da população. Dos 48 meses - equivalentes a quatro anos – do mandato conquistado na eleição de 2014, 29 já foram cumpridos pelos eleitos questionados e, mesmo que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) opte pela cassação, ainda caberão recursos ao próprio tribunal eleitoral e ao STF (Supremo Tribunal Federal) que, pelo andar dos processos, dificilmente decidirão antes do término do governo a 31 de dezembro de 2018. De nada valerão o trabalho, as custosas reuniões, as diligências e a ruidosa expectativa a que o povo é submetido.

As denúncias de fraude eleitoral deveriam ser decididas antes da posse dos eleitos ou, no máximo, no começo do mandato. Depois disso, o mal já está consolidado e a sociedade já sofreu os males decorrentes. No caso da chapa Dilma-Temer, a reclamação foi apresentada pelo PSDB, do candidato Aécio Neves, derrotado por pequena margem de votos no segundo turno. O propósito dos tucanos era impugnar os eleitos e assumir a presidência da República. Os acontecimentos, no entanto, levaram o PSDB a integrar a base do governo e assumir ministérios após o impeachment de Dilma. O processo no TSE ficou como uma desconfortável brasa que os autores e o governo procuraram manter acesa mas sob controle para não produzir os efeitos  almejados inicialmente. O partido confessa não ter desistido porque havia o risco de o Ministério Público avocar o tema e o processo continuar.

O mais inusitado do quadro formado a partir do impeachment está na delação dos donos da JBS, que acusam Aécio Neves de ter utilizado em sua campanha recursos tão fraudulentos quanto os empregados pela chapa Dilma-Temer. Logo, configura-se, na prática, o dito popular do roto denunciando o rasgado. Além disso, pesam as denúncias contra Temer, por atos praticados depois de assumir a presidência, que o tornam investigado.

Dificilmente a economia nacional ficará imune à instabilidade política. O julgamento do TSE não liquida a questão, Temer rejeita a renúncia e o impeachment (se aberto) demorará meses e levará o país a ser governado interinamente pelo presidente da Câmara que, só depois de decidido o afastamento definitivo do titular, terá 30 dias para convocar as eleições indiretas dos novos presidente e vice-presidente da República. Pobre Brasil...




Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves
- dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) aspomilpm@terra.com.br                                                                                     
 

Comente via Facebook
Mais Artigos
Não há comentários.
img


img
RSS  Artigos Artigos

Quando me perguntam se é possível aplicar na educação brasileira práticas bem-sucedidas de países com melhores resultados educacionais que o Brasil, costumo responder - para surpresa do interlocutor - com uma afirmação e uma negativa. Essa conjunção de ‘sim e não’ é a...
Até o pleito de outubro, os eleitores colocarão uma lupa sobre os candidatos. Farão um controle mais apurado do que em eleições passadas. Primeiro, em função da desconfiança que paira sobre os políticos. Segundo, porque o voto começa a sair do coração para subir à cabeça. O voto...
Na esteira da decretação de intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro, vemos o embate de como executar o trabalho. Membros do governo dizem que as Forças Armadas não terão poder de polícia, falam em ação de busca e apreensão monitorada pelo Judiciário e...
Isso é Brasil! Até onde vai a promiscuidade dos nossos governantes?  Será que estão realmente preocupados com a melhoria do ensino de medicina ou com possíveis futuros financiadores de campanhas políticas, em face à realidade nacional?  Pois bem; de olhos gananciosos no alto...
O escritor sergipano Ariosvaldo Figueiredo escreveu certa vez que “moralismo e juridicismo são vertentes ideológicas de uma pequena minoria conservadora”. Frase que nunca esteve tão atual como nos dias em que vivemos, onde quem deveria zelar pela moral e pelos bons...
img
img
img
PUBLICAÇÕES RECENTES
img




img

img
img
img
CASAS img LOTES img FAZENDAS
img
CHÁCARAS img PRÉDIOS COMERCIAIS img GALPÕES
img
RSS  Dicas de Leitura Dicas de leitura
img
Como falar às crianças e adolescentes sobre respeito às diferenças? E se essas diferenças forem algo de certa forma muito difícil de explicar? É isso que faz de forma poética e muito alegre o livro Você sabe quem eu sou? Então vou te contar, de Herica B. T. Secali.
Ao questionar Paulo Freire, Ronai Rocha analisa alguns dos paradigmas mais arraigados na nossa educação. A crise na educação brasileira é inegável. A baixa qualidade das aprendizagens, a estagnação do desempenho escolar nos testes padronizados, a pouca...
Mais de quinze anos depois do lançamento de As aventuras de Pi, Yann Martel retoma ao cenário literário com o romance As altas montanhas de Portugal, publicado no Brasil pelo selo Tordesilhas. Nesse livro, Martel mantém o estilo inventivo e...
img
img
RSS  Top Vídeos Top Vídeos
img
Thumbnail
img
img
img
RSS  Classificados Classificados
img



img
img



RSS GOOGLE + YOUTUBE TWITTER FACEBOOK